É difícil entrar em um site na internet e não ter que preencher um cadastro. O desafio de transformar isso em algo rentável para o usuário levou a Affinibox, startup especializada no desenvolvimento de softwares e sistemas de clubes de vantagens, a desenvolver um novo sistema.

Vinicius Jorge

Através da criação de uma plataforma de benefícios personalizável e acesso a sua rede de parceiros, a empresa separa os serviços em três grandes áreas de atuação: Associação e Sindicatos, que consiste em vantagens oferecidas para associados; RH, clube de benefícios para colaboradores de empresas; e Marketing de Relacionamento, para companhias que desejam bonificar clientes com descontos e promoções.

“Atualmente nossos 35 clientes têm acesso a 100 empresas parceiras que oferecem produtos e serviços com descontos”, diz o CEO da companhia, Vinicius Jorge. “Sempre perguntamos ao nosso cliente: ‘você já possui um clube de vantagens para engajar o seu público?’ Se a resposta for não, apresentamos nossos parceiros para que ele possa selecionar o que melhor se adeque as bonificações que pretende oferecer”, termina.

Lançada como projeto “incubado” do Argo Group, a Affinibox foi construída sobre o interesse do CEO em desmistificar o receio existente quando o assunto é benefício ao consumidor. “Nosso principal objetivo é oferecer um ambiente virtual descomplicado e funcional, para que os benefícios fiquem cada dia mais presentes no cotidiano do cidadão. Além disso, existe uma resistência por parte do usuário em enxergar as vantagens oferecidas como algo positivo. Queremos mudar isso”, destacou Jorge.

Um estudo anual, realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), mostrou que o investimento no mercado brasileiro de TI cresceu 4,5%, em 2017. Com o cenário a seu favor, a startup espera aumentar em mais de 60% o número de clientes até o fim do ano. “Vamos começar com um programa de pontos fechado. Nossos clientes poderão criar temáticas de bonificação através de pontuação para a troca de produtos ou serviços, é algo que vai impulsionar ainda mais nosso alcance. Esperamos ir de 35 clientes atuais para 100 até o fim de 2018”.

O CEO destaca que a entrada da startup no mercado de seguros pode ser fundamental para a fidelização da carteira. “Em todos os setores do mercado há uma concorrência enorme. O grande desafio é conseguir a fidelidade do cliente. As empresa têm uma dificuldade em manter o contato com o segurado quando não ocorre um sinistro. O clube de vantagens é justamente o momento em que se torna possível manter um cliente ou funcionário satisfeito com a companhia”, explica.

Maike Silva
Revista Apólice

Deixe uma resposta