Eduard Folch

O Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP) apresentou com exclusividade aos seus associados o novo presidente da Allianz Seguros Eduard Folch, em almoço realizado no restaurante do Circolo Italiano. Acompanhando de outros diretores, Folch, que completou quatro meses no cargo, falou de sua experiência de 30 anos no mercado de seguros espanhol e também apresentou uma visão geral e mundial do grupo.

Segundo ele, em 2017, o Grupo alcançou 126 bilhões de euros em prêmios. “Contamos com mais de meio milhão de corretores ao redor do mundo. Definitivamente, somos uma organização que aposta fortemente neste canal”, afirmou o presidente.

Folch disse que com o uso de novas tecnologias, a empresa pretende ampliar o portfólio de produtos – oferecidos, inclusive, por meio de dispositivos móveis -, aumentar a velocidade de resposta ao cliente e oferecer mais facilidade e autonomia aos corretores. “Simplicidade, conectividade, eficiência, agilidade e cada vez mais proximidade com os corretores, nossos principais parceiros de negócios, serão os motores que guiarão a atuação da Allianz. O que buscamos é a máxima eficiência e a proximidade com nossos clientes e parceiros corretores de seguros”.

O diretor executivo Comercial Eduardo Grillo lembrou que na sua última participação no almoço do CCS-SP, em setembro do ano passado, o tema abordado foi o processo de transformação da empresa. “Agora, estou aqui para apresentar os resultados dessa transformação. Em 2017, ao alcançarmos prêmios líquidos de R$ 3,6 bilhões, tivemos aumento de 13% sobre 2016”, disse.

O bom desempenho da Allianz também pode ser medido pelo crescimento de algumas linhas de negócios: 26% no automóvel; 44% no residencial; 12% no seguro de vida; e 13% no seguro empresarial. Segundo Grillo, outro indicador é o índice combinado, que baixou 9 pontos percentuais em 2017, em relação ao ano anterior. “Cuidar das despesas é um conselho que dou também aos corretores. A tecnologia pode ajudar nessa tarefa”, disse.

A Allianz está em processo de transformação e com metas bem estabelecidas. O processo se sustenta em cinco pilares: simplicidade, conectividade, velocidade, eficiência e proximidade. “O cliente é digital e está mais disposto a fazer negócios, mas também cobra mais simplicidade. Isso significa a melhor oferta no menor tempo possível. Por isso, os corretores têm de estar disponíveis e conectados”, completou.

Nesse aspecto, Grillo ressaltou que a Allianz se preocupa em facilitar o trabalho dos corretores, proporcionando maior mobilidade. No caso, por exemplo, do seguro de automóvel, a cotação pode ser realizada com apenas 14 campos, por meio de celular ou tablet. Segundo ele, o processo está mais veloz e pode ser concluído em um minuto. “O cliente pode sair da concessionária já com a sua apólice e o cartão de assistência. Rompemos a barreira do escritório”, declarou.

Da mesma forma, os seguros de vida e residencial também podem ser cotados em um minuto. Além disso, a seguradora colocou à disposição do corretor diversas ferramentas digitais, que ajudam a controlar, inclusive, o pagamento de clientes.

De acordo com o diretor Comercial, outra facilidade oferecida pela Allianz é o treinamento digital de funcionários de corretoras de seguros por meio de vídeos rápidos. A empresa investiu, ainda, na gestão de reclamações, adotando um processo que resolve imediatamente em torno de 18% das demandas.

Bonificações

A estratégia comercial da empresa prevê, ainda, segundo Grillo, oportunidades iguais para todos os corretores. A campanha de vendas, por exemplo, que oferece viagens para a Itália, não promove a competitividade entre os corretores. “Todos que atingirem o critério de pontos podem concorrer”, disse.

Grillo encerrou sua participação reforçando o objetivo da empresa de estreitar o relacionamento com os corretores. “Queremos ser a companhia referência para corretores e clientes, superando o mercado em crescimento e rentabilidade, de maneira sustentável”.

Interação com os corretores

Com a mediação do mentor do CCS-SP, Edvaldo Calegari, Folch e Grillo responderam a inúmeras perguntas dos associados. Questionados sobre a atuação da Allianz no seguro saúde, os executivos ressaltaram que o produto é um dos que está no centro da estratégia da seguradora, acrescentando que neste ramo e no vida interessa, principalmente, o segmento PME. “Queremos o médio e o pequeno negócio, que nos garanta o crescimento sustentável”, disse.

O mentor Calegari reservou um espaço no evento para homenagem à memória de Rosa Garfinkel, presidente de honra da Porto Seguro, falecida no dia 7 de maio. “Sua grandeza, solidariedade, carinho e amor não serão esquecidos pela família, diretoria, funcionários e corretores de seguros daquela instituição”, terminou.

M.S.
Revista Apólice