chubb

A Chubb afirma que o seguro residencial no Brasil apresenta grande potencial de crescimento, tendo em vista o amplo conjunto de coberturas que foram agregadas nos últimos anos. “As residências e os bens guardados em seu interior representam a maior parte do patrimônio das pessoas e, por isso, consideramos que sempre há uma ou mais coberturas que vão despertar o interesse do consumidor, considerando proteções novas e antigas”, observa Cláudio Oliveira, diretor Comercial da empresa.

Ao descrever a variedade de coberturas hoje disponíveis, o executivo primeiramente aborda o crescente sentimento de insegurança do brasileiro em função da criminalidade. Diz que os itens guardados em casa se tornaram mais valiosos nos últimos anos, em função de novos hábitos e costumes. “Os eletrodomésticos ficaram mais sofisticados e, além disso, passaram a dividir espaços com computadores, tablets e outros itens que, muitas vezes, encontram-se em grande número dentro da casa porque são utilizados individualmente por cada membro da família”, afirma Oliveira. Com base nessa realidade, ele considera que o consumidor está aberto a ouvir boas propostas de seguro residencial com cobertura para roubo e furto a fim de proteger todos esses itens no interior do domicílio.

Novas coberturas

Outra cobertura que vem se tornando cada dia mais atraente, segundo ele, é a proteção contra prejuízos em função de danos provocados em imóveis vizinhos por conta de vazamentos. “Essa situação, muito comum em condomínios, normalmente causa grande desconforto e pode gerar atritos severos entre famílias que moram lado a lado”, considera Oliveira.

Afirma que o prejuízo pode alcançar valores particularmente altos se o dano atingir pinturas e acabamentos refinados no imóvel vizinho. Oliveira conta que o seguro residencial possui uma proteção de responsabilidade civil familiar que oferece cobertura para essas e outras situações como um vaso que cai da janela sobre outra pessoa, um cão da família que morde alguém que não resida com o segurado, alguns tipos de acidentes que uma visita possa vir a sofrer nas dependências da casa e várias outras possibilidades. “O seguro cobre tanto as despesas causadas diretamente pelos danos quanto as eventuais custas judiciais e honorários de advogados, caso o problema seja alvo de processo na justiça”, ressalta.

 

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta