mulheres

A MetLife foi reconhecida na noite da última quinta-feira (19) como uma das companhias mais bem-sucedidas na valorização de lideranças femininas no Brasil. Reconhecimento foi dado pelo Guia Exame de Mulheres na Liderança. Em sua primeira edição, o ranking foi divulgado pela revista Exame, com base em pesquisa da ONG Women in Leadership in Latin America (WILL); realizada com apoio técnico da Fundação Getulio Vargas.

O trabalho da companhia em prol da equidade de gênero é desenvolvido desde 2013, visando a qualidade do relacionamento com os públicos com os quais a seguradora interage. Os resultados obtidos até aqui garantiram à empresa a 2ª posição na categoria Instituições Financeiras. Além disso, a seguradora também ficou com a 21º na classificação geral do Guia, que deu destaque a 30 organizações – dentre 90 analisadas.

Posicionamento

“Apostamos na diversidade como catalisador para a atração de talentos e para analisar as mais diferentes questões sob novas perspectivas, a fim de entender melhor nossos mercados e desenvolver relações sólidas com os clientes e as comunidades onde estamos inseridos”, afirma Raphael de Carvalho, presidente da companhia no Brasil.

Uma das primeiras iniciativas da organização nessa área foi a formação do Comitê Mulheres de Atitude, hoje composto por oito colaboradoras voluntárias, de diferentes departamentos e níveis hierárquicos. O grupo se reúne quinzenalmente, em encontros cuja pauta (dentro do contexto em questão) é definida pelas próprias participantes, com o objetivo de estimular o empoderamento.

Entre as conquistas do grupo estão a implantação de um lactário na empresa, a organização de palestras de conscientização e o estabelecimento de uma agenda regular para a discussão de temas recorrentes à realidade da mulher, aberta a todo o quadro de colaboradores – incluindo homens.

“É importante que o homem participe de alguns fóruns, para entender melhor o ponto de vista e as angústias que pairam sobre o universo feminino e possa vir a se tornar um parceiro para a causa das mulheres com que convive, seja no ambiente profissional ou no doméstico”, explica Andrea Barradas, diretora de Recursos Humanos da MetLife.

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta