lucro

O Lloyd’s, mercado mundial especializado em seguros e resseguros, anunciou um lucro de USD 1,58 bilhões para o primeiro semestre de 2017 com a publicação dos resultados parciais.

Também foi registada uma redução no índice combinado para 96,9%, bem como um aumento nos prêmios brutos emitidos para USD 23,8 bilhões. Houve um retorno anual sobre o capital de 8,9% no mesmo período.

Os destaques financeiros são o lucro antes dos impostos de USD 1,58 bilhões (GBP1,22bi) (junho 2016: GBP1,46bi); o retorno sobre o capital de 8,9% (junho 2016: 11,7%); o índice combinado de 96,9% (junho 2016: 98,0%); o retorno sobre o investimento de 1,5% (junho 2016: 1,8%) e os recursos líquidos de USD 36,4 bilhões (GBP28,0bi) (junho 2016: GBP26,6bn).

Esses números não consideram as recentes tempestades enfrentadas pelo Caribe e Estados Unidos e, em vez disso, refletem o que foi, até recentemente, um período de perda relativamente brando. No entanto, apesar da pressão contínua sobre os preços causada pelo excesso de capital e baixas taxas de juros, o desenvolvimento de novos produtos tem apresentado um aumento no volume de negócios.

O período reportado também apresenta uma melhoria de 78% no resultado de subscrição de até USD 0,46 bilhão (junho 2016: GBP 0,21 bilhão). Isso foi obtido pelos baixos incidentes de grandes sinistros, ações tomadas para abordar linhas de negócios de baixo desempenho, juntamente com a concorrência de preços e negociação em outras linhas de negócios.

A posição de capital do Lloyd’s continua forte, com classificações com as principais agências de rating reafirmadas: Fitch na AA- (muito forte), Standard & Poor’s em A+ (forte) e A.M. Best em A (excelente).

“Os resultados destacam a força contínua do mercado do Lloyd’s, mas refletem as condições desafiadoras que moldaram o setor nos últimos anos. Nosso foco em manter uma forte disciplina de subscrição e se concentrar em linhas de negócios lucrativas está mostrando sinais de sucesso, mas não podemos permitir que esse foco se perca se quisermos continuar a garantir que a plataforma Lloyd’s seja a opção mais atraente para os clientes”, afirma a presidente Mundial do Lloyd’s, Inga Beale.

“Embora esses resultados não cubram a atual temporada de furacões no Caribe e nos Estados Unidos, nossas equipes da região já estão pagando sinistros para ajudar as comunidades locais e as empresas a se recuperarem o mais rápido possível. O que diferencia o mercado do Lloyd’s é nossa capacidade de responder de forma rápida e eficaz em tempos como esses, e isso é o que estamos aqui para fazer”, diz a executiva.

Resumo

tabela Lloyd's

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta