seguros

Mais do que o carinho que oferecem, os animais de estimação são capazes de melhorar a saúde física e mental de crianças, adultos e idosos. Embora não se tenha certeza absoluta, especialistas acreditam que vários fatores levam aos efeitos terapêuticos, e um dos motivos é que o próprio bichinho ocupa o espaço da necessidade humana. “Abraçar e ficar próximo do animal acalma e diminui a ansiedade e o estresse. É um estímulo importante para o ser humano e para a sensação de solidão”, explica Carolina Rocha, médica veterinária fundadora da Pet Anjo, empresa de serviços para pets.

Quem tem um pet também vê seu estilo de vida ser alterado, obrigando que uma rotina seja definida. Por mais simples que pareçam, tarefas como alimentar o animal e levá-lo para passear ajudam a prevenir a desorganização, considerada um sintoma depressivo. Isso sem contar que o tutor se sente necessário, bem-vindo e útil. “A pessoa sabe que vai fazer falta se não estiver presente porque tem um animal para cuidar”, diz a profissional.

Adestrador e especialista em comportamento canino, Ricardo Tamborini lembra que muitas famílias estão optando pelo pet antes de ter filhos. Com uma capacidade quase que incompreensível de arrancar sorrisos, eles também ajudam a superar a perda de um ente querido e facilitam nas aproximações e na construção de novas amizades. Já para as crianças, especificamente, auxiliam no desenvolvimento do senso de responsabilidade, na capacidade de socialização e no controle de impulsos, entre eles a agressividade.

“Estudos afirmam que crianças de até um ano de idade que tem como companhia algum animal de estimação produzem mais anticorpos, o que evita o aparecimento de alergias futuras”, acrescenta Tamborini. Para pessoas com deficiências físicas, sensoriais, mentais, motoras ou que perderam a capacidade de se locomover por acidente ou pela idade avançada, os pets auxiliam no desenvolvimento da coordenação motora.

Seguros e planos de saúde

Amigos fieis dos humanos, nada mais justo que o pet receba cuidados especiais, e deste assunto entendemos bem. Há inúmeros produtos e serviços voltados para os bichinhos por aqui. Quarto país com a maior população total de pet do mundo, o Brasil ocupa a terceira posição no ranking dos que mais faturam com esse mercado, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Ainda lidera o segmento de Pet Food, que inclui rações, snacks, bifinhos, biscoitos e petiscos em geral, mas isso não impede o crescimento de outros produtos específicos. O setor de seguros sabe que os animais de estimação têm um papel cada vez maior no cotidiano e na vida familiar e por isso trabalha com novas soluções ou na intensificação do portfólio com que já operava.

Os seguros e os planos de saúde para pet são uma das vertentes que mais se destacam. “Embora apenas 1% da população tenha conhecimento de que existe plano de saúde para animais, a procura vem crescendo gradualmente à medida que mais pessoas ficam sabendo desse tipo de serviço”, diz Ana Márcia Oliveira, gerente de Qualidade da Pet Mais Vida.

Os planos são divididos em categorias, de acordo com as coberturas oferecidas, e geralmente garantem consultas, vacinas, procedimentos, exames ambulatoriais (incluindo urgências e emergências) e internações. Nas categorias mais incrementadas, o pet tem direito a check-up, consultas com especialistas e consultas domiciliares, parto, castração, além de tratamentos complementares como acupuntura e fisioterapia. Alguns planos contam com coberturas para pets sem limite de idade. Outros, atendem cães e gatos de seis semanas a oito ou dez anos, dependendo da raça. Uma vez segurado, porém, o animal pode ficar no plano por toda a vida.

“É uma grande economia e proteção para o bolso do segurado, já que um acidente ou doença com o animal de estimação pode custar milhares de reais; além da comodidade e tranquilidade em saber que se tem à disposição veterinários e laboratórios 24 horas por dia”, diz Marcello Falco, diretor da Petplan. Do lado do veterinário, ele garante que há uma maior quantidade de clientes e faturamento.

Dentro dos planos, há companhias que oferecem alguns benefícios. É o caso da Health For Pet, que disponibiliza, entre outros serviços, um prontuário veterinário digital onde está registrado todo o histórico de saúde do pet, e descontos em diversos itens de necessidades, como farmácia, hotelaria, roupas e acessórios, procedimentos veterinários, banho e tosa, alimentação e até mesmo assistência em sepultamento e cremação. Os descontos variam de acordo com cada parceiro. Hoje, a companhia tem mais de 380 estabelecimentos cadastrados.

“Aos poucos, os corretores têm passado a conhecer os produtos e, por isso, a comercialização dos planos cresce. Acreditamos que temos muito a evoluir com o tempo”, pontua o presidente Fernando Leibel.

Clínicas veterinárias e pet shops

Elas seguem resistentes à crise econômica e necessitam de amparo assim como qualquer outro tipo de estabelecimento. Há soluções adequadas para cada atividade desenvolvida pelo segmento, principalmente com relação aos animais domésticos. A Alfa Seguradora trabalha com o produto empresarial há alguns anos e passou a definir outros segmentos como foco de atuação, dentre eles o pet, após o lançamento de uma ferramenta de cálculo na web.

Entre as coberturas oferecidas para as clínicas veterinárias e os pet shops está a de responsabilidade civil, que garante a proteção caso o segurado seja acionado civilmente por danos involuntários causados aos bichinhos sempre que estiverem sob sua guarda para os serviços de banho, tosa e hospedagem. “Se o estabelecimento tiver o serviço ‘Leva e Traz’, os danos provocados aos animais durante o trajeto também estão cobertos”, acrescenta Fábio Luciano da Silva Conceição, gerente geral de Produto Ramos Elementares da companhia. Neste ano, a Alfa Seguradora já registrou um crescimento de 42,4% na demanda do produto, além de alta nas consultas para elucidar as dúvidas sobre coberturas acessórias.

Equipamentos específicos, inclusive os portáteis (secadores e tosadores), estão amparados caso haja interrupção de energia elétrica por um longo período. Nestas situações, é garantida a proteção para deterioração de vacinas e medicamentos em ambiente frigorificados. Se a clínica veterinária ou o pet shop contar com estacionamento próprio com controle de entrada e saída de veículos, a seguradora ainda oferece proteção para os automóveis dos clientes.

“Não podemos esquecer as coberturas tradicionais do seguro empresarial como incêndio, danos elétricos, despesas fixas, roubo e danos da natureza”, declara Conceição, destacando a importância de se divulgar e disseminar a cultura deste tipo de proteção. “É um desafio diário que precisa ser intensificado. Por desconhecimento, o empresário não procura o produto até mesmo por julgar que os custos são elevados. Somente ao buscar mais informações percebe que a tranquilidade na proteção do patrimônio tem preço que cabe no bolso.”

A SulAmérica é outra empresa do setor que trabalha com o produto. Além das coberturas já citadas, as apólices comercializadas pela seguradora contemplam despesas extraordinárias com salário de colaboradores temporários, quebra de vidros, mármores e granitos de balcões de atendimento. Já a assistência 24 horas disponibiliza serviços como chaveiro, limpeza, vidraceiro, reparo emergencial de rede de telefonia, substituição de telhas e vigilância.

“Os clientes utilizam serviços que ajudam na prevenção de imprevistos, como é o caso do Check-up empresarial, que oferece revisão da instalação elétrica e verificação de possíveis vazamentos hidráulicos”, explica o vice-presidente de Auto e Massificados, Eduardo Dal Ri. Os segurados também contam com serviços que ajudam a minorar prejuízos, como o de segurança e vigilância, oferecido quando ocorre algum sinistro que prejudica a proteção do estabelecimento afetando portas e grades. Há também o reparo emergencial da rede de telefonia, essencial para a conquista de novas vendas e relacionamento com os clientes.

A possibilidade de customização e o amplo pacote de serviços, segundo ele, são diferenciais que favorecem a retenção de clientes e trazem novos segurados para a companhia. “O seguro para pet shop tem tido ótima aceitação no mercado, acompanhando a tendência de crescimento do segmento de serviços para pets. Em 2016, o segmento apresentou crescimento de 14% em faturamento na comparação com 2015″, conclui.

Assistências no seguro residencial

O seguro é para a casa, mas quem disse que não pode incluir assistências para pets? Por meio de pesquisas, a Liberty Seguros identificou que com o aumento do número de animais de estimação os segurados precisavam de serviços que atendessem essa necessidade. “Estamos atualizando nossas pesquisas para identificar novos serviços que possam ser úteis para os clientes e agreguem valor ao seguro”, revela o diretor de Seguros Massificados, Mario Cavalcante.

A companhia, que também conta com o seguro para clínicas veterinárias e pet shops em seu portfólio, oferece a assistência pet pelo seguro residencial há mais de cinco anos. Entre os serviços estão acionamento e/ou agendamento de leva e traz, assistência veterinária emergencial, hospedagem de animais, indicação de clínicas veterinárias, de serviços de banho e tosa e de vacinas, além de transporte emergencial e organização de funeral ou cremação (sendo este o serviço mais acionado pelos segurados).

Lívia Sousa
Revista Apólice

* Matéria originalmente publicada na edição 221 (maio/2017)

Deixe uma resposta