Na Trilha de Seguros, que aconteceu durante o CIAB 2017 – Congresso de tecnologia da informação voltado para a indústria financeira – no dia 7 de junho, o COO da Capgemini, Carlos Mazon, mostrou as tendências de tecnologia para o mercado de seguros global. No Brasil, não é muito diferente. Conheça:

1) Inteligência artificial tem sido utilizada para a automação de processos, seja no front ou back office, regulação de sinistros com drones, analytics.

2) A distribuição pode ser redefinida por novos canais diretos para pequenos produtos de seguros, ferramentas online de pesquisas e chatbots.

3) Desagregação da cadeia de valor é a criação de novas insurtechs parceiras com oportunidade para atingir o consumidor de forma mais direta e engajada.

4) Novos produtos estão sendo desenhados para atender a nova realidade de economia compartilhada. Elas surgem de acordo com aceitação deste tipo de economia. Isso abre novas possibilidades de integração com estes parceiros.

5) A indústria do seguro está sendo incrementada pelo aumento da experiência digital e mobile para melhorar tanto o gerenciamento de risco quanto a interação com o segurado. As seguradoras investem como canal de comunicação mas não como best action next para o cliente. As aplicações para suporte de qualidade de vida também são uma realidade como forma de agregar serviço ao segurado e de diminuir o impacto dos sinistros.

6) Dados analíticos avançados são utilizados pelos seguradores para otimizar o ponto de preço de determinado produto ou quais são os novos riscos, através dos dados coletados em interações dos clientes. Analytics permeia todas as ações da empresa.

7) A internet da coisas está encontrando maneiras novas de captar informações

8) Seguradoras estão agregando mais valor com parcerias.

9) A tecnologia Blockchain tem o potencial de transformação da indústria de seguros habilitando novos modelos de operação.

10) A realidade aumentada pode ser explorada pela indústria do seguro e ter um potencial importante para melhorar a experiência com o seguro.

 

Kelly Lubiato
Revista Apólice

Deixe uma resposta