Frida e eu

O Ministério da Cultura e a Brasilprev apresentam por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura uma exposição que já foi sucesso em diversos países da Europa e da América Latina, sendo visitada por mais de 230 mil pessoas. Trata-se da mostra interativa “Frida e eu”, que ficará aberta para visitação até 30 de junho na Unibes Cultural, localizada na Rua Oscar Freire, 2.500 (ao lado da estação Sumaré do Metrô). Os ingressos custam entre R$ 12 e R$ 30.

A exposição é dividida em seis temas: Frida e o autorretrato; Frida e a família; Frida e a dor; Frida e Diego; Frida e a natureza; e Frida e Paris. Cada qual conta um pouco da história da artista, apresentando muitas possibilidades de interação com o ambiente. Com peças de quebra-cabeças, identificação de sons e inúmeras experiências que poderão ser vivenciadas, a ideia é surpreender os visitantes. O que a exposição promove é a brincadeira aliada ao encantamento.

Histórico

A pintora Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon foi uma das personagens mais marcantes da história do México. Hoje conhecida mundialmente, teve uma história marcada por superações e sofrimentos, que são refletidas nas suas obras. A ideia do evento, direcionado para crianças, é apresentar a vida e a obra da artista mexicana de maneira delicada, prazerosa e instigante.

“O apoio a iniciativas como essa está em linha com as diretrizes de sustentabilidade da Brasilprev. Gera valor para a sociedade e amplia o acesso à arte e à cultura. Esse projeto, que tem como foco o público infantil e envolve toda a família em torno da história da artista, traz importantes aprendizados e reflexões, de maneira lúdica e envolvente”, diz Cinthia Spanó, gerente de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da companhia.

De acordo a Bacuri Cultural, organizadora do evento, falar de Frida é trazer à tona questões como dor, sofrimento, diversidade e ao mesmo tempo paixão, natureza e superação.  Ao entrar em contato com uma artista tão colorida e expressiva, que lida com suas dificuldades de uma maneira aberta e sem preocupação com julgamentos alheios, todos são provocados a pensar em si próprios, em suas dores e como lidam com aquilo. É uma oportunidade de apresentar a arte às crianças e ainda promover inquietações e novos olhares.

Mais detalhes em: http://unibescultural.org.br/exposicoes/para-todos/exposicao-frida/426.

Deixe uma resposta