IMG_5879[1]
Silas Kasahaya, presidente do CVG-SP
Silas Kasahaya tomou posse como presidente do CVG SP, para a gestão 2017-2018. O enfoque de seu mandato será na comunicação e na formação profissional.
“Vamos divulgar as ações da entidade para atrair jovens do mercado”, diz o presidente, ratificando que o CVG deve aumentar sua presença nas mídias sociais.
Ele também afirma que deve reforçar a formação profissional, presencial e a distância.
Alguns pontos que devem marcar a gestão são a discussão do produto Universal Life e a reforma da previdência. Além disso, quer que seus associados também participem de debates sobre as tendências de distribuição de produtos em novos canais e tecnologia.

 

IMG_5881[1]
Dilmo Bantim Moreira, ex-presidente do CVG-SP (em destaque)
Dilmo Bantim Moreira, ex-presidente, assume agora a presidência do Conselho Consultivo da entidade. “O CVG é a única entidade especializada na formação profissional com enfoque nos seguros de pessoas, com convênio com o Sindicato dos Securitários e com a Universidade Mackenzie”, ressaltou.

O executivo lembrou que o trabalho do CVG-SP é tão importante que é difícil encontrar nas seguradoras alguém da área de seguros de pessoas que não tenha passado pelos seus cursos. Na gestão de Dilmo, foi feita uma alteração no estatuto para possibilitar a entrada de corretoras de seguros e resseguradoras. Oito empresas se associaram e outras entradas estão em curso. “Quanto maior o corpo de associados melhor será o serviço ao mercado de seguros”, acrescenta o ex-presidente.

Durante o período em que ele esteve à frente do Clube, foram realizados 33 eventos, com a participação de 2500 pessoas, além de 80 cursos com 1500 pessoas formadas. Em seu discurso, o presidente para a próxima gestão 2017/2018 disse que quer trazer mais profissionalismo para a entidade para ser mais direto, conciso e objetivo.

O CVG-SP nasceu com encontros sociais e isso sempre aconteceu durante os 35 anos de sua história. Ele possui DNA de cursos, palestras, seminários, encontros de relacionamento e inúmeros outras atividades que contribuem de forma relevante para o desenvolvimento do mercado de seguros de pessoas no Brasil.

“Vamos tentar trazer pessoas novas para o Clube. Queremos ser um grande portal para trazer novidades para as seguradoras, com o grande desafio de aumentar e melhorar a comunicação com o mercado. Também temos que trazer novos associados”, projeta Silas.

Entre as ações previstas estão o acolhimento a novas corretoras e resseguradoras, juntamente com a realizaçãoo de cursos e seminários e inclusão de novos cursos na grade oferecida pelo CVG, principalmente a distância.

Kelly Lubiato

Deixe uma resposta