15/08/2022

Seguradora apoia o Novembro Azul

novembro azul

Quase 62 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2016. Este dado alarmante é uma estimativa do Instituto Nacional do Câncer e que mostra a relevância de dedicar um mês para a conscientização sobre a doença. O diagnóstico não é uma sentença de morte. Mesmo assim, a seguradora Mongeral Aegon ressalta que o estar preparado financeiramente é muito importante quando o assunto é saúde.

De acordo com a análise da seguradora, de setembro de 2015 em relação ao mesmo mês deste ano, a preocupação com a situação financeira em caso de doença é evidenciada pelo aumento de 52,2% da procura do público masculino à solução Doenças Graves. “Este é um produto bastante procurado por cobrir doenças com grande incidência, como, por exemplo, o câncer de próstata. Ele tem um baixo custo para o segurado. Além disso, possibilita um apoio financeiro para as despesas do tratamento”, comenta o superintendente de Marketing da companhia, Leonardo Lourenço.

O produto

O produto prevê o pagamento de uma quantia previamente estabelecida em contrato no caso de diagnóstico de uma das doenças cobertas. Estão incluídos todos os tipos de câncer, infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral.

Estas enfermidades são elencadas pelo Instituto Lado a Lado – organizador da campanha Novembro Azul no Brasil – como mais recorrentes na fase adulta masculina. De janeiro a setembro deste ano a seguradora já realizou, apenas para homens, o pagamento de mais de R$ 750 mil em benefícios. “Muitos de nossos clientes utilizam este recurso para subsidiar tratamentos alternativos que não são cobertos pelas redes pública e privada. Ele serve também para custear os medicamentos necessários. Outra finalidade é suprir uma eventual perda de renda durante o tratamento”, acrescenta Leonardo.

A.C.
Revista Apólice