Os custos-benefícios dos planos odontológicos

Os planos de saúde odontológicos são benefícios que não costumam pesar no bolso do cliente, nem no custo das empresas, mas apresentam excelente custo-benefício. De acordo com Marcelo Alves, diretor da Célebre Corretora de saúde, antes de procurar um serviço odontológico, o indivíduo deve determinar suas reais necessidades.

“Avalie quais procedimentos costuma utilizar e quanto custa, em média, cada um. Não decida levando em conta só o preço, mas também uma boa qualidade do produto. Uma saída é consultar amigos, parentes ou colegas de trabalho que possuam este tipo de convênio”, pontua o executivo.

Alves comenta que é fundamental analisar o cadastro de reclamações das operadoras nas entidades de defesa do consumidor e, assim, evitar as mais problemáticas. “É  importante verificar a abrangência geográfica, exclusões, coberturas e prazos de carências de cada opção disponível no mercado. O cliente ainda deve ter a ciência de que a empresa precisa estar registrada na Agência Nacional da Saúde Suplementar e os seus produtos em situação ativa”.

Por fim, ele ressalta que é conveniente a intermediação de um corretor. “Ele pode simular a contratação em diversas operadoras com o intuito de oferecer a melhor opção às respectivas necessidades do cliente”.

Confira os pontos fundamentais que permeiam estes planos.

Carências

Nos planos odontológicos, para determinados procedimentos, podem existir carências (período em que o consumidor não pode utilizar o serviço, embora esteja pagando a mensalidade). “Em geral, para consultas e exames, costuma ser exigido período igual ou inferior a 30 dias. Já para endodontia (tratamento de canal), o tempo pode chegar até 120 dias”, informa Alves. “Nos planos PME ou Empresariais, não costuma existir carência. Todos os procedimentos são liberados na vigência do contrato, porém nestes planos o contrato tem cláusula que determina a permanência no plano por pelo menos um ano”, complementa.

Autorização de exames

Há operadoras que exigem, antes de quaisquer procedimentos, uma autorização prévia.

Reembolso

Caso o beneficiário opte por um dentista não pertencente à rede credenciada, poucas operadoras odontológicas oferecem reembolso.

Cobertura

Atenção para as coberturas, pois os procedimentos de prótese e implantes dentários são considerados estéticos e por isso não têm cobertura em todos os planos e, quando há cobertura prevista em contrato, geralmente o preço da mensalidade é muito mais alto. O ideal é que o usuário se informe antes e analise se compensa o custo-benefício.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta