14/08/2022

João Gilberto Possiede é reeleito presidente do Sindseg-PR/MS

Foto 1 - João Gilberto Possiede

O segurador João Gilberto Possiede foi confirmado para o seu 10º mandato à frente do Sindseg-PR/MS, no último dia 15 de fevereiro, pelo próximo triênio.

“É um novo desafio que pretendo abraçar com a mesma dedicação e carinho que sempre acompanharam as minhas atividades nesta longa trajetória profissional e de vida”, revela, com entusiasmo, Possiede.

A sede em Mato Grosso do Sul será inaugurada no primeiro semestre deste ano e vai incrementar o seguro regional. No Paraná ações institucionais e em parceria com o Sindicato dos Corretores alavancam o setor.

A forte atuação do sindicato regional é fundamental para alcançar os bons resultados do setor nos Estados: “Investimos em ações pontuais com intuito de divulgar e levar conhecimento do seguro para as diversas camadas da população: estudantes, autoridades, órgãos estaduais e municipais, Detrans, as Polícias Civil e Militar, entre outros”, explica Possiede.

A entidade faz doações de equipamentos para órgãos da Secretaria de Segurança Pública e treina policiais para identificação veicular. Desenvolveu também um importante programa educacional, o Viver Seguro, oferecendo 20 palestras sobre seguro para 17 mil pessoas em cidades polos do Paraná.

A parceria do Sindicato das Seguradoras com o Sindicato dos Corretores é um fator importante para a consolidação do seguro no estado do Paraná. “Neste aspecto, quebramos um paradigma. Começamos a atuar em conjunto divulgando o seguro através de palestras, seminários e workshops”, revela o executivo.

O interior do Estado também foi beneficiado com representações em Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel.

E desde 2006, o Sindicato está presente em Mato Grosso do Sul, onde foi criada uma base, em Campo Grande, com inauguração do escritório prevista para o primeiro semestre deste ano, destacando também o pleno desenvolvimento das relações institucionais com a Magistratura, OAB e entidade representativas de classe daquele Estado. A vizinhança com o Paraguai e com a Bolívia, se por um lado representam um risco adicional, por outro, geram negócios por ser um corredor de exportação. “Esse processo vem criando oportunidades de negócios e atraindo mais consumidores para o mercado de seguros nas duas regiões”, afirma o líder paranaense.

A.C.
Revista Apólice