Investimentos iniciais do Hapvida para 2016 chegam a R$ 170 mi

O Hapvida vai investir inicialmente R$ 170 milhões em hospitais, ampliações de unidades, tecnologia, novos equipamentos, clínicas e laboratórios neste ano. A empresa registrou um incremento em 2015 de 10,85% no número de vidas nos planos de medicina e 18,8% nos planos exclusivamente odontológicos e, na contramão do mercado de saúde suplementar, espera manter dois dígitos de crescimento para 2016.

A operadora de saúde concentra sua estrutura nas regiões Norte e Nordeste, onde tem participação de 23,7%, com os planos de medicina, e 21,8% nos planos odontológicos, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Para 2016, está previsto a construção de hospital de 13 andares e um centro de pronto atendimento em Recife (PE), além de reformas programadas em unidades nos Estados de Maranhão e Sergipe. Como parte da expansão, em 2015, o investimento atingiu R$ 200 milhões na rede própria de atendimento com a inauguração de 12 unidades, na Paraíba, Amazonas, Pará, Ceará, Maranhão, Bahia e Pernambuco. Além disso, em Sergipe, Ceará, Bahia e Pernambuco, outras seis unidades foram ampliadas, duplicando a capacidade de atendimento.

O presidente da operadora, Jorge Pinheiro, explica que apesar da retração econômica e da menor geração de empregos no País, a época de crise é também um momento de oportunidade. “Vemos 2016 um ano com potencial para crescer. A receita para o crescimento é uma fórmula que combina investimento pesado em tecnologia e ser uma das operadoras que mais aposta em rede própria, além de uma gestão focada em performance. Conseguimos realizar 96% das internações nos nossos hospitais e 76% dos exames de laboratório e imagem dentro da rede”, revela. No ano passado, o Hapvida aumentou o número de postos de trabalho batendo o recorde de 17 mil colaboradores.

Gestão de Saúde

O primeiro investimento de 2016 é o lançamento do projeto “Hapvida +1K”, de assessoria esportiva de corrida, em Fortaleza (CE). São 1.800 vagas gratuitas em seis grupos espalhados pela cidade, com o acompanhamento de profissionais de Educação Física. O programa incentiva a prática de atividades físicas, uma das melhores formas de evitar doenças.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta