4 dicas para se organizar financeiramente em 2016

Nesta época, é comum realizar um balanço financeiro do ano que passou e fazer um planejamento para o que irá iniciar. Como é possível sair do aperto? Como se planejar financeiramente para realizar os objetivos de longo prazo?

O superintendente de Produtos da Brasilprev, Sandro Bonfim, fala sobre quatro dicas simples e importantes para se ter uma vida bem planejada financeiramente, sem apertos e com a possibilidade de investir na realização de projetos de vida.

1. Não gastar mais do que ganha

“Uma dica básica: adequar o padrão de vida à sua renda, ou seja, não gastar mais do que ganha. Coloque na ponta do lápis os gastos fixos, esporádicos e supérfluos do mês para não deixar que as despesas ultrapassem o valor da receita”, alerta o executivo.

2. Gerenciar suas dívidas

Segundo Bonfim, é preciso saber quais tipos de dívidas estão sendo contraídas e tomar cuidado para não incorporar o limite do cheque especial à renda ou se perder em parcelas de cartão de crédito. “Busque conhecer os mecanismos oferecidos pelas instituições financeiras que melhor possam se adequar ao seu perfil para quitar as dívidas. A partir do conhecimento dos seus gastos, pense em como você pode diminuí-los ou evitá-los no futuro para que o saldo devedor não volte a ocorrer”.

3. Poupar para o futuro

Incorporar a esse planejamento mensal recursos fixos para a poupança de curto, médio e longo prazos, e uma reserva de segurança são essenciais para uma vida financeira saudável. Estabelecer projetos de vida também é de suma importância: comprar a casa própria, trocar de carro, realizar a viagem de sua vida, pagar a faculdade dos filhos etc.

“Quanto vai precisar para a realização destes projetos? O que você pode poupar hoje pensando no futuro? Defina este valor de acordo com o seu orçamento e tempo para realização do seu objetivo. Estude a melhor maneira para investir seu dinheiro”, afirma o superintendente de Produtos. “No caso dos projetos de longo prazo, a previdência privada se torna uma ferramenta muito atrativa, pois conta com benefícios fiscais, tributários e a oportunidade de diversificação de recursos”, acrescenta.

4. Se optar pela previdência privada, comece o quanto antes e revisite o valor dos planos periodicamente

“É fato de que a expectativa de vida do brasileiro está aumentando. Vamos viver mais e queremos viver melhor, mas como podemos garantir segurança financeira no futuro? Independente da idade, é agora que podemos investir para construir a manutenção do padrão de vida amanhã, pois quanto antes começar, menor o esforço no valor das contribuições e maior o efeito dos juros ao longo do tempo”, declara Bonfim.

Além disso, é importante revisitar a quantia investida para que ela acompanhe a evolução da renda salarial e a reserva do plano de previdência esteja condizente com o patamar financeiro. “É aconselhado que as pessoas busquem o gerente de relacionamento de seu banco ou um especialista no assunto para saber o quanto é preciso dispor no presente para ter tranquilidade no futuro, e quais os cuidados necessários nessa jornada de acúmulo de recursos no longo prazo”, finaliza.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta