Guia de Reajustes_capa

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) lançou o Guia de Reajustes dos Planos e Seguros Privados de Saúde. O guia explica, detalhadamente, as regras editadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), esclarecendo a necessidade das correções para repor perdas financeiras e assegurar o equilíbrio econômico-financeiro do sistema. Atualmente, mais de 70 milhões de brasileiros são beneficiários de planos e seguros de saúde – o que requer o uso sustentável desse serviço.

A publicação demonstra o comportamento dos custos da assistência médica no País, com despesas que se expandem continuamente e acima da inflação geral de preços, o que impõe desafios aos agentes da cadeia de valor de saúde – incluindo operadoras, governo, prestadores de serviços, famílias e empresas empregadoras. As despesas com saúde serão sempre crescentes, no Brasil e no mundo, devido à incorporação tecnológica, ao aumento da frequência de utilização e, sobretudo, ao envelhecimento. Ao aprender a fazer uso consciente desse produto, o consumidor contribui para reduzir o impacto dos desperdícios e garantir a viabilidade do sistema no longo prazo.

Essa é uma das motivações que levou a FenaSaúde a investir no Guia de Reajustes, que dá continuidade a uma série iniciada pelo Guia do Consumidor, com informações gerais sobre as regras e a legislação vigente, seguida do Guia da Gestante. “Estamos muito preocupados em prover a população de informações sobre os reajustes de planos e seguros de saúde. É um tema sobre o qual muitas pessoas ainda têm dúvidas, gerando impasses e prejuízo ao sistema privado, consequentemente ao consumidor. No guia, explicamos de forma didática, objetiva e com transparência a razão de as mensalidades serem corrigidas”, afirma Marcio Coriolano, presidente da Federação.

Para que os beneficiários entendam a operação do mercado de planos de saúde, o Guia traça um histórico do setor e do processo regulatório. A publicação lembra, por exemplo, que a regulamentação do segmento veio só após 40 anos de os primeiros planos serem oferecidos no Brasil, à época, sem regras definidas. A Lei 9.656/1998 foi criada justamente para organizar a saúde suplementar. Até sua edição, apenas o seguro saúde era regulamentado.

O Guia de Reajustes dos Planos e Seguros Privados de Saúde da FenaSaúde pode ser baixado gratuitamente na página http://migre.me/rwVhW.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta