O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) lança hoje (8) a nova edição do “Boletim Científico IESS”. Voltado para pesquisadores acadêmicos e gestores da área de saúde, o documento indica os principais estudos científicos, nacionais e internacionais publicados no primeiro bimestre de 2015 sobre saúde, tecnologia, economia e gestão no setor de saúde suplementar. O objetivo é auxiliar pesquisadores e gestores da saúde suplementar a se manterem atualizados sobre os principais estudos publicados no bimestre.

Neste bimestre, no segmento de Economia & Gestão, destaca-se o estudo “Uma década de investimento em prevenção de infecção: A análise do custo-eficácia”. Conduzido nos Estados Unidos, o levantamento apontou que 1,7 milhões de pacientes sofrem infecção hospitalar por ano apenas no país e, desses, 100 mil morrem em decorrência de complicações destas infecções. O lado positivo apontado pelo estudo é que investimentos em prevenção são realmente efetivos não só para reduzir o total de infectados, como também os custos com tratamentos e ampliar a expectativa de vida dos pacientes.

Já no segmento de Saúde & Tecnologia, o estudo “A avaliação do uso da aspirina em pacientes com diabetes” destaca a aspirina como tratamento preventivo para evitar doenças cardiovasculares em pacientes com diabetes mellitus, apesar de amplamente aprovado e recomendado, não ser realizado devidamente. A questão é agravada pelo fato de doenças cardiovasculares serem a principal causa de morbidade e mortalidade para pessoas com esse tipo de diabetes, nos Estados Unidos.

Estudos sobre a gestão farmacológica da obesidade em pacientes pediátricos, cesariana, o Affordabel Care Act’s dos Estados Unidos e a coparticipação de planos de saúde são outros dos assuntos destacados na última edição do Boletim.

Para conferir o boletim na íntegra, acesse www.iess.org.br.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta