enchente1

A SulAmérica registrou, em fevereiro de 2015, um aumento de 50% no número de acionamentos na carteira de seguro auto gerados por alagamento, granizo e queda de raio em comparação ao ano anterior.

“Apesar da urgente necessidade das chuvas devido ao baixo nível dos reservatórios, esses eventos trazem consequências para a população. Em ocasiões como essas, trabalhamos o mais rápido possível para providenciar o que for preciso para manter a segurança do cliente e a proteção de seu patrimônio”, explica o diretor de Auto e Massificados da empresa, Eduardo Dal Ri.

Em situações de alagamento, a companhia oferece aos segurados serviços como Assistência 24h, reboque, mecânico e táxi. “Temos trabalhado para aumentar a oferta de serviços relevantes para os segurados auto. Além das coberturas, identificamos que os clientes valorizam cada vez mais esses serviços. A percepção positiva do seguro aumenta e eles se sentem ainda mais protegidos”, completa o executivo.

Nos primeiros meses do ano, grandes centros urbanos enfrentam as consequências das fortes chuvas, ventos e quedas de raios. Em fevereiro, São Paulo teve acúmulo de 253,4 milímetros, 18% acima da média histórica de 214,3 milímetros, medida desde 1995 pelo Centro de Gerenciamento de Emergências da Capital (CGE).

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta