De 2010 a 2012, o número de acidentes fatais com ciclistas cresceu a uma taxa de 16% ao ano, ante uma taxa de 1% dos mortos em veículos. É o que apontou o estudo “Bicyclist  Safety”, realizado pela Governors Highway Safety Association (GHSA), entidade responsável pela segurança no trânsito nos Estados Unidos.

De acordo com o documento, em 2012 os adultos de 20 anos ou mais representaram 84% das mortes por acidentes com ciclistas. Em 1975, porém, esse número era de 21%. Ainda seguindo a linha comparativa, o estudo mostrou que as mortes de bicicleta são cada vez mais um fenômeno urbano (69% do total em 2012, contra 50% em 1975), sendo que o álcool e o falta do uso de capacetes são, provavelmente, os dois principais fatores de risco.

Para conferir o estudo completo, acesse http://www.ghsa.org/html/publications/spotlight/bicycles2014.html.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta