13/08/2022

Porto Seguro lucra de R$ 234 milhões no terceiro trimestre

A Porto Seguro (PSSA3) divulgou hoje, 4 de novembro, os resultados referentes ao terceiro trimestre de 2014 (3T14) e aos nove primeiros meses do ano (9M14). No terceiro trimestre de 2014 a empresa obteve desempenho consideravelmente superior ao mesmo período do ano anterior, favorecido pelo aumento tanto no resultado operacional quanto no resultado financeiro. Além disso, as principais linhas de negócios evoluíram mesmo diante de um ambiente mais desafiador com a desaceleração dos prêmios na indústria de seguros.
As receitas totais e os prêmios de seguros cresceram 13% e 10% no trimestre e 16% e 12% no acumulado do ano, respectivamente. A frota segurada atingiu 4,9 milhões de veículos (+9%) e o número de residências seguradas aumentou 15%, alcançando 1,9 milhão.
Na operação de seguros, os prêmios dos produtos de automóvel cresceram 8% no trimestre e 11% no ano. Destaque para os prêmios dos produtos patrimoniais, que expandiram 19% no 3T 14 e 17% no 9M14, resultado principalmente da evolução  dos produtos Empresarial e Residencial da marca Porto. O segmento patrimonial já é a segunda maior carteira da Empresa.
O desempenho operacional, demostrado pelo índice combinado, atingiu 95,3% no trimestre e 96,6% no acumulado do ano.
No 3T 14 o índice  combinado  se  reduziu  em  relação ao mesmo  período  do  ano  anterior,  beneficiado  pela  melhora  na  sinistralidade dos  produtos  saúde,  vida  e  patrimonial,  e  ainda  pelo  menor  índice  de  despesas administrativas,  fruto  da melhoria de produtividade. O índice de despesas administrativas de seguros recorrente do trimestre foi o menor atingindo desde a abertura de capital.
Nas empresas financeiras e de serviços, as receitas cresceram 30% no trimestre e 27% no ano, impulsionadas  principalmente pela evolução das receitas de operações de crédito (cartão de crédito e financiamento) que se expandiram 35% no trimestre e no acumulado do ano. A base de cartões de crédito atingiu 1,6 milhão de unidades, um acréscimo de  mais 300 mil cartões.
O resultado financeiro do trimestre apresentou aumento de 36%, com rentabilidade de 2,49% (92% do CDI) no 3T 14 e de  7,66% (98% do CDI) no acumulado do ano, excluindo-se os recursos previdenciários. Apesar das estratégias de renda fixa e renda variável terem apresentado performance abaixo do  índice de referência, o aumento do CDI médio (+29% vs. 3T 13)  contribuiu para o aumento do resultado financeiro, que atingiu R$ 212 MM no trimestre.
Finalmente, o lucro líquido foi de R$ 234 milhões no trimestre e de R$ 606 milhões no ano, correspondendo a um aumento de 33% e 27% respectivamente. O ROAE atingiu 18,5% (+2,5 p.p) no 3T14, enquanto o ROAE do 9M14 atingiu 15,7%, um aumento de 1,2 p.p. (2014 x 2013).

Principais Destaques
– Crescimento das receitas totais de 13% no 3T 14 e de 16% no 9M14 em comparação ao mesmo período do ano anterior.
– Aumento de 10% nos prêmios auferidos de seguros no 3T 14 e de 12% no 9M14
– Lucro líquido no 3T 14 de R$ 234 milhões (+33%) e de R$ 606 milhões (+27%) no 9M14 (sem business combination)
– ROAE de 18,5% (+2,5 p.p.) no 3T 14 e de 15,7% (+1,2 p.p.) no 9M14 (sem business combination)
– Índice combinado de seguros de 95,3% (-0,4 p.p.) no 3T 14 e de 96,6% (+0,7 p.p.) no 9M14 e índice combinado ampliado de 89,7% (-1,4 p.p.) no trimestre e de 90,6% (-1,2 p.p.) no acumulado do ano.
– Índice D.A. (despesas administrativas) de seguros de 15,0% (-0,6 p.p) no 3T 14 e 15,2% (-0,3 p.p) no 9M14.
– Resultado financeiro de R$ 212 milhões no 3T 14 (+36%  vs. 3T13) e de  R$  648  milhões  no 9M14 (+76%  vs. 9M13) –  a rentabilidade total atingiu 3,65% (134% do CDI) no trimestre e 8,89% (114% do CDI) no acumulado do ano. A rentabilidade (ex. previdência) foi de 2,49% (92% do CDI) no 3T 14 e 7,66% (98% do CDI) no 9M14. Ajustando (proforma) os resultados para uma performance financeira neutra (100% do CDI), o lucro líquido alcançaria  R$  241 milhões (+32%) no trimestre e R$ 608 milhões (+17%) no acumulado do ano e o ROAE

A.C.
Revista Apólice