A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspende, a partir desta sexta-feira, a venda de 65 planos de saúde de 16 operadoras por desrespeito aos prazos máximos de atendimento e por negativas indevidas de cobertura. A ação é resultado do 11º ciclo do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento realizado pela reguladora e, segundo ela, beneficia diretamente 586 mil consumidores que contrataram esses planos. A medida valerá por pelo menos três meses, até a divulgação do próximo ciclo de monitoramento.
Tiveram planos suspensos as operadoras Allianz (4), Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas (2), Biovida (4), Caixa Seguradora (5), Casa de Saúde São Bernardo (1), Trasmontano (1), Coopus (1), Green Line (1), Minas Center (3), Plamed (2), Santo André (1), União Hospitalar (3), Unimed do ABC (4), Unimed Itabuna (1), Unimed Paulistana (26) e Viva (6).
O novo ciclo suspendeu 16 operadoras, dessas 14 já foram punidas com a proibição de comercialização dos planos em avaliação anterior. Cerca de  12 mil reclamações foram recebidas neste 11° ciclo.  Além disso, foi constatado que 87,4% desses conflitos foram resolvidos com intermédio da ANS.
Os beneficiários que já fazem parte das carteiras não serão atingidos. As operadoras apenas ficam impedidas de aceitar novos clientes.

Fonte: Portal ANS

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta