LOGO CONEC

Cobertura XVI Conec – Oportunidades online para gerar negócios foi o tema central do painel “Canais Eletrônicos: Inovação e Criatividade”, realizado na tarde de hoje (10) no XVI Conec. Mediada por Simone Martins, segunda vice-presidente do Sincor-SP, a apresentação contou com a presença de Claudia Farias, do Facebook; Juliana Vasconcellos, do Google;  e Vlademir Bin, do Adlead Group.

Uma das plataformas mais eficazes atualmente, o Facebook conta com 1,3 bilhão de acessos mensais no mundo inteiro. No Brasil, os números também são expressivos: todos os dias, 59 milhões de pessoas se conectam a rede social. Segundo Claudia, o Facebook possui 4,8 milhões de pessoas entre 18 e 65 anos interessadas em seguros gerais e 4,6 milhões de usuários da mesma faixa-etária com suas atenções voltadas às seguradoras.

“A página no Facebook é um ponto de conexão com o cliente”, disse Claudia, completando que, quando se fala na ferramenta, deve-se considerar também as pessoas das quais os clientes gostam. “Por isso, nossa maior dificuldade é aparecer no meio dos familiares das pessoas e ainda assim ser relevante”. Assim, investir em anúncios e conteúdo é essencial para que o profissional aproxime cada vez mais seus clientes.

Outro ponto evidenciado foi o Facebook na plataforma mobile, responsável por 41 mil acessos diários. “O mobile está crescendo muito e passará o acesso digital em pouco tempo”.

Quando o assunto é a aquisição de serviço, 40% do processo de compra no mercado segurador se inicia de forma online. “A internet deve ser vista como uma oportunidade, e não como uma ameaça”, declarou Juliana. Em solo brasileiro, isso é ainda mais forte: por aqui, 93% das buscas acontecem no Google, sendo que mais de 11 milhões delas feitas mensalmente são por seguros. “A busca é a prateleira digital. Se sua empresa não estiver lá, seu cliente vai contratar o concorrente”, explica a executiva.

Vlademir Bin chamou a atenção para o e-mail , utilizado por 92% das pessoas no País. Para um retorno positivo, a ferramenta deve aliar o chamado lead que, apesar da função de lista qualificada (procura de pessoas com perfil que atendam os requisitos da empresa para serem futuros clientes) “envia” um pedido do profissional para que o internauta receba seu contato. “O uso do lead acarreta em produtividade e assertividade e vendedores mais motivados”.

Lívia Sousa
Revista Apólice

Deixe uma resposta