A Caixa Seguros tem registrado crescente volume de vendas em uma solução inovadora no segmento de microsseguros, viabilizada pela tecnologia exclusiva de análise de risco da TransUnion. O Seguro Amparo é um seguro de vida popular voltado para a classe C e o único vendido em casas lotéricas. Para possibilitar o serviço, a Caixa Seguros adotou a plataforma Crivo, da TransUnion, que faz a análise de risco em apenas três segundos, em média. Assim, o consumidor já sai segurado, sem precisar passar pelo longo processo tradicional de aprovação de apólice.
“O grande diferencial desse software foi possibilitar a comercialização de apólices de forma simplificada e rápida, permitindo também que a Caixa Seguros cumprisse a parte de compliance, algo essencial quando se trabalha com canais de capilaridade muito grande”, afirmou César Lopes, diretor de Seguros de Vida e Saúde da Caixa Seguros. “Nas lotéricas, é preciso entregar o produto na hora para o cliente”.
Marcelo Sena, diretor do segmento de Seguros da TransUnion, explicou como acontece a operação. “Com apenas o CPF do interessado, o sistema da TransUnion consulta um conjunto de informações de contato e perfil e faz a avaliação online, permitindo que a pessoa saia da casa lotérica já segurada”.
O processo tradicional de aprovação de apólice demora cerca de 15 dias. “Por ser muito mais barato que o processo tradicional, este processo de distribuição do produto viabiliza o desenvolvimento do mercado de microsseguros para baixa renda no Brasil”, disse Lopes.
O Seguro Amparo existe desde 2011, e a Caixa Seguros foi a primeira seguradora a adaptar o seu produto de acordo com as novas regras da Superintendência Nacional de Seguros Privados (Susep) para comercialização no ramo de microsseguros. O plano mais simples do Seguro Amparo custa R$30 por ano e confere um valor de R$2 mil ao herdeiro legal no caso de morte acidental do segurado. Também existem planos de R$40 e R$60 por ano. Todos incluem serviço de assistência funeral; um sorteio mensal de R$20 mil, R$40 mil ou R$60 mil, dependendo da opção contratada; e cesta básica em caso de morte acidental durante três meses para a família.
De abril do ano passado até o momento, a Caixa vendeu R$7,7 milhões em Seguro Amparo, e pretende expandir a operação, segundo Lopes. “A nova classe média tem potencial para consumir seguro, por isso viabilizar microsseguro para essa população é um dos nossos eixos estratégicos”, afirmou. “É um desafio conhecer o perfil desse novo público e oferecer produtos adequados, e para isso temos a TransUnion como parceira”, concluiu o executivo.

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta