Cada vez mais, andar de moto tem sido uma atividade que faz parte do universo feminino. Por isso, confira algumas dicas de segurança.
Em primeiro lugar, comece com a escolha de um bom capacete, no tamanho ideal e com selo do Inmetro. Use-o sempre afivelado e com a viseira abaixada.
Dê importância também para o vestuário de proteção: jaquetas, calças, balaclava e botas são fundamentais para minimizar ferimentos em caso de acidentes.

Questão de postura
Uma postura correta na motocicleta ajuda a manter um bom equilíbrio e a dinâmica na pilotagem. A cabeça deve estar levantada, a coluna ereta para evitar a fadiga, ombros relaxados, braços semiflexionados, punhos paralelos em relação às mãos, que devem ficar firmes no centro da manopla e com os polegares abaixados. O quadril deve estar posicionado próximo ao tanque e os joelhos devem pressioná-lo levemente. Os pés devem estar apoiados nas pedaleiras e apontados para a frente.
Ao executar uma frenagem com a moto, acione os freios dianteiro e traseiro simultaneamente. Use também o freio-motor (mantenha a moto engrenada) e mantenha uma trajetória retilínea. Evite frear nas curvas, faça isso antes de passar por elas.
Quando houver a necessidade de levar bagagem na motocicleta, evite levá-la apoiada nos braços ou na parte dianteira. Para isso, use dispositivos como o baú e alforjes, ou faça a amarração com cordas e redes específicas.

Na chuva
Tenha um cuidado muito especial ao andar em dias de chuva: diminua a velocidade, evite inclinar demasiadamente a motocicleta e fazer frenagens bruscas. As faixas de divisão de pista e de pedestres se tornam mais escorregadias na presença de água, por isso, redobre sua atenção.
No “corredor de motos”, observe atentamente a movimentação dos outros veículos – mantenha uma velocidade adequada para a situação. Lembre-se de sinalizar as mudanças de faixa e demais manobras.
Andando com segurança, pilotar uma moto pode ser um grande barato.

T.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta