Bruno Soares FotografiasCorretores, dirigentes do mercado e executivos de seguradoras prestigiaram o primeiro workshop do ano realizado pelo Clube de Seguros de Pessoas de Minas Gerais (CSP-MG), no dia 19 de março, no auditório do Sindseg MG/GO/MT/DF.
O presidente da entidade, Hélio Loreno, deu as boas-vindas aos participantes e agradeceu o apoio das instituições beneméritas na realização das atividades do clube.
O primeiro convidado a palestrar foi o economista Lauro Faria, assessor da diretoria executiva da Escola Nacional de Seguros e coordenador do portal Tudo Sobre Seguros.  Faria traçou o panorama do mercado de seguros de pessoas em nível nacional e internacional e citou os principais desafios e oportunidades do setor.
Segundo ele, entre 2009 e 2012, o segmento cresceu 76,5%. As perspectivas para os próximos anos se mantêm positivas, haja vista o atual cenário econômico e social. “Em termos demográficos, o Brasil vive um momento interessante, pois a força de trabalho ativa é maior que a parcela dependente da população. São pessoas que estão acumulando riquezas, de olho no futuro. É um cenário bastante favorável ao desenvolvimento dos seguros de pessoas”.
Na sequência, o superintendente executivo da Bradesco Seguros, Carlos Eduardo Sarkovas, chamou a atenção para a necessidade de o mercado se adaptar aos hábitos e às necessidades do novo consumidor.
“Muitas vezes não conseguimos perceber as reais demandas de nossos clientes. Se as necessidades deles vão mudando ao longo da vida, é preciso que a maneira como nos relacionamos com eles também evolua. Devemos ter em mente que não vendemos produtos e, sim, expectativas e percepções. Atuar no campo da percepção é uma tarefa complexa, mas gratificante pois é o que qualifica nosso trabalho”, acredita Sarkovas.
Para o executivo, não há “produto perfeito” já que as necessidades dos consumidores são dinâmicas. “O que existe é o relacionamento perfeito. Aí sim podemos fazer a diferença no ciclo de vida do cliente”.
Participaram do workshop do CSP-MG lideranças do mercado, como a presidente do Sincor-MG, Maria Filomena Branquinho, o presidente do Clubcor, Helder Barbosa, a coordenadora da Unidade Regional da Escola Nacional de Seguros, Angela Leopoldino, e a superintendente executiva do Sindseg MG/GO/MT/DF, Claudia Perdigão, representando o presidente da entidade, Augusto Matos.

T.C.
Revista Apólice

 

 

Deixe uma resposta