Um dos maiores sonhos dos jovens é ter seu próprio carro. O que muitos não sabem, é que um seguro de carro para pessoas entre 18 e 29 anos acaba saindo mais caro que para outras idades. Isso ocorre porque é essa a faixa etária em que há mais chances de ocorrer um sinistro, como um acidente.

Para se ter uma ideia, dados da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo apontam que homens entre 22 e 29 anos correspondem a 22% das internações por acidentes de trânsito em hospitais públicos do Estado no ano de 2012. Já o DPVAT pagou 51% de suas indenizações para vítima entre 18 e 34 anos no primeiro semestre de 2013. A ONU aponta que 1/3 dos acidentes de trânsito envolvem jovens até 25 anos.

Mas, há alguma alternativa para não pagar um valor tão alto? João Cardoso, cofundador da TaCerto.com, dá algumas dicas que ajudam a diminuir o valor do seguro de carros.  “Como o jovem apresenta mais riscos, algumas atitudes diminuem os custos, como a instalação de alarmes e rastreadores e estacionar em garagem fechada ou estacionamento pago. Comprar um carro que não é muito visado pelos ladrões também é importante”, destaca. Cardoso ainda salienta que a comparação de preços e serviços oferecidos pelas seguradoras também pode diminuir o valor do prêmio. “Há seguradoras que dão bonificações para jovens que apresentarem curso de direção defensiva, por exemplo. Por isso, é importante pesquisar em diversas seguradoras”, acrescenta.

Custos de seguro por faixa etária

A TaCerto.com realizou um levantamento para verificar o preço dos seguros analisando somente a faixa etária. O estudo analisou as apólices vendidas pela corretora e mostrou que os jovens até 29 anos pagam, em média, até R$ 300 a mais que pessoas acima de 40 anos, por exemplo. Outro dado interessante é que as mulheres que pertencem a essa faixa etária acabam pagando menos do que os homens. Foram também analisadas as idades de quem contrata um seguro de maneira online.

 

 

 

 

 

 

 

 

J.N.

Revista Apólice

Deixe uma resposta