No Dia Nacional do Idoso, celebrado em 1º de outubro, a SulAmérica comemora os resultados do Idade Ativa, programa que acompanha o estado clínico dos segurados com idade mínima de 65 anos e promove ações preventivas de saúde para esses beneficiários.

O levantamento mostra melhoras significativas no percentual de diversos fatores contemplados na avaliação da saúde de mais de 2 mil participantes do programa: o nível de riscos em domicílio declinou 84%; os sinistros registraram redução de 22%; e as ocorrências de quedas diminuíram 73%. Essas mudanças de comportamento e qualidade de vida ocasionaram um impacto financeiro e houve economia de 15% com custos diários de internação.

“Identificar riscos e doenças a tempo de tratá-los e controlar os costumes do dia a dia de forma correta é essencial para evitar enfermidades no futuro. Com o Idade Ativa, os segurados apresentaram progressos em vários quesitos e elevaram a qualidade de vida”, diz o vice-presidente de Produtos de Saúde e Odontologia, Maurício Lopes.

O programa Idade Ativa existe desde 2009 e atua como suporte na saúde multidisciplinar ao indicar tratamentos e acompanhar, por telefone ou em visita a domicílio, a rotina médica dos participantes com uma equipe de enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e psicólogos, que também orienta os segurados sobre hábitos alimentares, atividade física e riscos de queda. Atualmente, quase 5 mil segurados são atendidos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco.

O Idade Ativa faz parte do conjunto de programas do Saúde Ativa, lançado em 2002 e oferecido a funcionários de empresas seguradas pela SulAmérica, que contempla uma série de ações de prevenção à doenças através do Gerenciamento de Fatores de Risco à Saúde. Dentro do Saúde Ativa, existe também o Orientação à Saúde (destinado a portadores de doenças crônicas) e o Emagrecimento Saudável (destinado a hábitos alimentares mais saudáveis e à maior adesão às atividades físicas).

J.N.

Revista Apólice

Deixe uma resposta