A Zurich Seguros participou da Brazilian Risk Management Summit, evento realizado pela Revista Latam Insurance Review, nos últimos dias 22 e 23 de agosto, em São Paulo. O objetivo foi aprofundar uma série de discussões e debates sobre a importância da gestão de risco no cenário econômico e industrial.

No primeiro dia de evento, Carlos Cortés, superintendente de Engenharia de Riscos da Zurich Seguros, participou como moderador da mesa redonda de tema ‘Cadeia de suprimento e interrupção de negócios’. De acordo com o executivo, o debate entre os convidados foi importante para promover a cultura da gestão de risco. “Durante a mesa redonda, pudemos compreender os possíveis impactos financeiros, econômicos e no market share que as empresas podem sofrer como resultado da interrupção na Cadeia de Suprimentos”, revela Carlos Cortés.

O executivo de Engenharia de Riscos da Zurich Seguros ainda destaca que a economia globalizada, na qual as empresas estão interligadas na chamada cadeia de suprimento, exige uma análise criteriosa dos riscos. “É extremamente importante analisar todas as vulnerabilidades que envolvem a cadeia de suprimentos e implementar planos que garantem a continuidade do negócio”, revela o executivo da Zurich Seguros. Carlos Cortés ainda ressalta que um dos maiores problemas enfrentados na América Latina está relacionado ao roubo de carga, no entanto as empresas não devem limitar o seu escopo, pois é importante enxergar o cenário completo.

 

Riscos emergentes

Já no segundo e último dia da Brazilian Risk Management Summit, a Zurich Seguros esteve presente para debater sobre os chamados riscos emergentes, novas áreas potencialmente expostas ao risco. De acordo com Vinícius Jorge, superintendente de Linhas Financeiras da Zurich Seguros, os desafios emergentes para o gerenciamento de risco corporativo são exponencialmente os riscos cibernéticos e regulatórios. “A prevenção contra ataques cibernéticos e a mitigação dos possíveis prejuízos relacionados às mudanças regulatórias são fatores fundamentais para gestão de riscos nas empresas”, comenta Vinícius Jorge.

O superintendente de Linhas Financeiras da Zurich destaca a importância de se proteger as informações e os prejuízos que as falhas na área da Tecnologia da Informação podem causar aos negócios. “A necessidade de mapear os riscos para reduzir os danos é imprescindível no mundo virtual e saber lidar com situações adversas é fundamental”, conta.

Em relação aos riscos regulatórios, Vinícius Jorge destaca questões como alteração nas políticas regulatórias por parte do governo. “Um exemplo bem claro de risco regulatório foi justamente a alteração do preço da energia elétrica, por parte do Governo Federal, que ocasionou mudanças na cadeia produtiva”, finaliza Jorge.

Centrada em torno de uma série de discussões aprofundadas e debates em diversos painéis, o evento de dois dias forneceu uma visão abrangente do cenário da indústria e as principais oportunidades e desafios que afetam os gestores de risco nos dias de hoje.

 

J.N.

Revista Apólice

Deixe uma resposta