A Icatu Fundos de Pensão marcará presença no evento “Brazil Pension Fund Forum”, entre os dias 15 e 16 de julho no Rio de Janeiro, organizado pela Latin Markets, que tratará das principais questões do mercado de fundos de pensão.  Francisco Reis, gerente da Icatu Fundos de Pensão, será moderador em um painel no dia 16/07 que abordará o Regulamento, Novas Legislações e Proposições. O executivo trará sua visão sobre a evolução recente da legislação dos Fundos de Pensão, das novas proposições e sobre os novos produtos que estão por vir para o Brasil.
Segundo ele, o mercado brasileiro tem avançado nos últimos anos em diversas áreas, como na regulamentação da retirada de patrocínio, algo que já era demandado pelo mercado. Francisco explica que os novos produtos ainda estão em discussão e que em breve podem chegar ao país, como: Previdência-Saúde (nos EUA conhecido como Health Savings Account); Plano semelhante ao VGBL para Previdência Fechada (Tax Deferred Benefit); Annuity para Fundos de Pensão (que permite o participante acumular recursosem um Plano CD– Contribuição Definida – e comprar Renda Vitalícia em outro), entre outros.
“As empresas e associações poderão ter uma oferta de benefícios mais abrangente e atingir um público alvo maior. Além disso, elas poderão crescer de forma mais efetiva, agregando valor aos seus programas previdenciários, e mitigar os riscos de forma mais eficiente” – afirma.
Sobre as expectativas para o futuro do mercado, Francisco está bastante otimista. “Prevemos um crescimento sustentável do segmento, com um movimento de consolidação de planos pequenos e médios nos fundos Multipatrocinados, além da criação de novos planos nos Fundos Instituidores, ligados às Associações de Classe, que é o movimento mais recente no mercado de Fundos de Pensão no Brasil”- comenta.
Já em relação à Icatu Fundos de Pensão, o executivo diz que as perspectivas são as melhores possíveis. “Tem sido um ano muito positivo na conquista de novos negócios e na consolidação de processos visando o lançamento de novos produtos e, principalmente, na implementação de serviços que nos diferenciem neste ambiente competitivo”.

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta