As taxas de seguros no Brasil para instituições financeiras (seguros financeiros e de responsabilidade profissional) tiveram aumento de até 10% no primeiro trimestre de 2013. Segundo o relatório global Insurance Market Report da corretora Marsh, no período houve um endurecimento do mercado segurador brasileiro para a aceitação de riscos, principalmente de bancos, fundos de investimentos e private equity. “O apetite de risco das seguradoras está mais restrito, as taxas estão em alta e a capacidade oferecida para renovações dos contratos está encolhendo”, afirma Eduardo Takahashi, diretor executivo da Marsh. Enquanto as linhas de seguros financeiros tiveram reajuste, a queda nas tarifas dos contratos de Responsabilidade Civil Geral e de D&O (Responsabilidade Civil De Administradores) chegaram a 10% nas renovações. O cenário foi favorável também para o custo da modalidade de Responsabilidade Profissional, a qual se manteve estável no primeiro trimestre de 2013.

A.C.
Revista Apólice 

Deixe uma resposta