O mercado para os seguros massificados é vasto, engloba seguros de baixo valor oferecidos nos pontos de venda, no momento da compra de produtos, como garantias estendidas em eletrodomésticos, proteção contra desemprego, assistência residencial ou veicular, bem como a proteção financeira em empréstimos e a quitação de cartões de crédito em caso de roubo, morte ou invalidez, por exemplo. São seguros normalmente distribuídos por redes de supermercados, lojas de departamento, comércio de eletroeletrônicos, companhias de energia elétrica, de telefonia, de TV a cabo, bancos, colégios e até concessionárias de automóveis.
A Crivo TransUnion desenvolve modelos estatísticos bastante abrangentes com informações disponíveis em fontes oficiais na rede. Dessa forma, garante a exatidão dos dados, inclusive os de localização do próprio cliente.
O software da empresa pesquisa bases externas e agrega informações de mercado importantes que melhoram a performance e o resultado das aplicações. Com esse modelo, são priorizados os cadastros a serem acionados, reduzindo o número de telefonemas desnecessários (no caso de telemarketing ativo), o atrito com indivíduos sem interesse pelo seguro e aumenta a relação custo/benefício da infraestrutura utilizada para desenvolver esta atividade e ainda tornando o esforço de vendas mais eficiente e controlável, impedindo que boa parte dessa função de aquisição de clientes fique na dependência do estilo pessoal e da sorte.
Uma característica interessante deste mercado é que seguros massificados são direcionados a todo tipo de público, em qualquer classe social. A oferta traz ao segmento uma massa de pessoas que consomem produtos em geral e, para garantir sua adesão, basta o serviço realmente ser útil à necessidade de cada um. Porém, no Brasil, segurados ainda estão concentrados nas classes A e B, o que reflete um comportamento especificamente brasileiro em relação ao hábito de buscar proteções financeiras.
Em seguros massificados, os modelos de scoring vêm sendo, aos poucos, incorporados como ferramenta de segmentação nas tomadas de decisão e como facilitador das vendas. Isto porque, entre suas principais qualidades está a possibilidade de ofertar o seguro adequado a um baixo custo para um grande número de indivíduos potenciais de forma padronizada e consistente, elegendo para clientes apenas aqueles com maior probabilidade de aceitar a oferta e permitindo identificar as estratégias operacionais que aumentarão a rentabilidade dos futuros segurados. 

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta