Para discutir o tema “Conhecendo e valorizando o seu segurado”, o 9° Fórum reuniu no Grande Hotel de Araxá, nos dias 21 e 22 de março, cerca de 200 corretores e seguradores da região do Triângulo Mineiro e Passos.
O Fórum de Debates tornou-se um evento tradicional do corretor de seguros mineiro. Ele é promovido pelo Sincor-MG em parceria com as seguradoras que atuam regionalmente. Em sua 9ª edição, o evento tem por objetivo percorrer os quatro cantos de Minas Gerais para discutir as questões do dia a dia do mercado.
Para Maria Filomena Magalhães Branquinho, anfitriã e presidente do Sincor-MG, Minas apresenta importantes diferenças regionais, não só pela sua extensão territorial, mas principalmente pelas variáveis culturais e sócio-econômicas. “Por essa razão, disse, o Sincor entende ser indispensável levar os temas a todas as regiões para serem discutidos diante de suas peculiaridades.”
Joaquim Fonseca, diretor secretário da Fenacor e presidente do Sincor-GO, esteve em Araxá e destacou em seu pronunciamento que o deputado federal e presidente da Fenacor, Amando Vergílio, vem realizando um trabalho integrado na Câmara pela inclusão dos corretores no Simples Nacional. “Uma das ações nesse sentido, explicou Joaquim, foi a elaboração do Estudo Sócio Econômico das Corretoras de Seguros PJ. Trata-se de uma pesquisa, elaborada pelo economista Francisco Galiza, que deve ser respondida por todas as empresas corretoras do País para que tenhamos um retrato da classe. A partir daí, vamos poder mostrar em dados a grandeza da nossa atividade, e provar que o ingresso no Simples não vai causar perda de receita ao Tesouro Nacional. Por isso a importância de toda a classe responder!”
Joaquim Fonseca lembrou ainda que a autorreguladora finalmente foi aprovada. Segundo o diretor secretário da Fenacor, a Susep não tem condições de supervisionar todo o mercado. “A autorreguladora vem para suprir essa lacuna, e a Fenacor está nesse momento se estruturando internamente para atender à nova demanda. Até o final do primeiro semestre estaremos prontos”, afirma.
Dorival Alves de Souza, vice-presidente regional da Fenacor para a região Centro-Oeste e presidente do Sincor-DF, lembrou que em 2005 fez parte da comissão de estudo e elaboração do estatuto da autorreguladora ao lado de Filomena Magalhães Branquinho. “Tenho muito orgulho de ter trabalhado ao lado de Filomena, e de ver hoje esse projeto tão importante para o corretor de seguros tornar-se realidade.”

Palestras

Bruno Kelly palestrou sobre gerenciamento de riscos. Ele alertou os corretores de que é fundamental ter um diferencial competitivo para atuar, e sugeriu que cada um identificasse suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. “A partir daí é possível estabelecer um diferencial claro para atuar”. Uma das forças, segundo Kelly, é prestar um serviço de gerenciamento de risco, ou seja: identificar o risco, avaliar/classificar, reduzir/eliminar e, por fim, transferir o risco. “Tem corretor que pula as etapas anteriores, e só transfere risco. Esse é o típico tirador de pedidos”

André Santos deu algumas dicas de “Como Vender Mais e Melhor”, e começou com uma pergunta/desafio: Como aumentar o faturamento da sua corretora? “Primeiro é preciso prospectar novos clientes. Depois é preciso mantê-los na corretora, renovar.  De que adianta jorrar água da torneira se o ralo está aberto. Depois, é procurar vender mais para o mesmo cliente, aumentando o mix de produtos, e por fim, estreitar a parceria com a sua seguradora.”

Maria Filomena aproveitou para desejar sucesso ao Carlos Andrade de Abreu, o Kallu, pelo desafio de comandar a mais nova delegacia do Sincor-MG que vai atender os corretores de Passos e região.

O 9° Fórum de Debates segue para Montes Claros em 12/04 e Caxambu em 25/04. Nos dias 16 e 17/05 acontece o encerramento em Caeté, região da Grande Belo Horizonte.

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta