Realmente o dia está cheio de novidades para a indústria de seguros. Ricardo Saad deixa a presidência da Bradesco Auto/RE para se lançar a novos desafios. Em seu lugar assume Tarcisio Godoy, que estava cuidando da diretoria de finanças e controladoria da Bradesco Seguros.

Godoy terá pela frente um grande desafio, tendo em vista que ele é um executivo com formação em finanças, já tendo sido secretário adjunto do Tesouro Nacional e também presidente da Brasilprev, a empresa de previdência do Banco do Brasil. Agora ele comandará uma das maiores seguradoras do Brasil focada na venda de seguros gerais, tendo seguro de carro como o carro chefe. Também faz parte da companhia seguro de casa, empresarial, grandes riscos e resseguro. Vamos aguardar mais detalhes em breve.

Denise Bueno / Sonho Seguro

1 COMENTÁRIO

  1. leia com muita carinho .

    Carta de petição

    No dia 09/12/2015 estava parado no semáforo na avenida castelo branco em torres RS quando meu carro Foi atingido na traseira por outro carro que era conduzido por o senhor Antonio Nunes de capão da canoa RS. Foi feito boletim de ocorrência o Sr Antonio tenha seguro ele o acionou o corretor .guincho da seguradora veio e levou só o do senhor Antonio o meu eu tive que pagar para levar ate minha residência . e depois pagar para levar até a Cotippel onde mandaram levar o carro para a vistoria o perito deu perca total me pediram que reunisse todos os documentos necessários para . porém não tinha o recibo do carro ele foi extraviado pelo antigo proprietário onde ele me deu as duas procurações um para que eu pedisse a segunda via do recibo e outra para eu transferir o carro quando estivesse quitado . para pedir a segunda via tinha que fazer a vistoria no DETRAN em são Jose onde o carro era emplacado. Pedi autorização para o corretor para levar o carro ate a cidade de são Jose para fazer a vistoria. Ele liberou a retirada do pátio da Cotippel. Depois de todos os gastos com o translado do veiculo e do recibo me informaram que não poderiam me pagar. Pois alegaram que o carro não era meu e sim do senhor Wellington correia de Souza me questionaram porque não transferi o carro para meu nome. Expliquei que o carro estava financiado e em acordo com o Wellington só poderia fazer a transferência depois de pago. quitei o carro em outubro de 2015 já tinha pedido a carta de quitação junto a o banco aymoré para transferir . mas antes de chegar a carta logo em dezembro ouve o acidente. Mesmo assim alegam que o veiculo em questão scenis 2001 1.6 16v de placa kkl 9744 não e meu Me senti como se eu estivesse roubado este carro como eu compro um carro o proprietário me passa procuração para mim vender o carro e transferir para quem eu quiser e o carro não e meu. Tanto que assinei o recibo em nome da Bradesco auto /re companhia de seguros CNPJ 92.682.038/0178-51 autentiquei em cartório no dia 15/04/2016
    Nos email tem todo que me pediram e alegação deles para não me pagarem por causa disso perdi muitos contratos pois não tinha mais veiculo para poder prestar o serviço. Este carro era minhas pernas e dependo dele para pagar as contas e sustentar minha família. Trabalho com construção civil tenho todos os contratos que foram cancelados
    Por ultimo me pediram para escrever de próprio punho uma carta relatando como compreio o carro e porque não transferi para meu nome e assim o fiz , autentiquei em cartório a carta e mandei para Elis mesmo assim não querem me paga meu prejuizo o valor do carro pela tabela da FIPE e de 14.549,00
    De contrato cancelado 45.843,00
    Para não perder mais contrato comprei um vw fusca no valor de 5.000,00 que vence dia 03/06/2016 estava contando com este dinheiro do seguro para pagar este carro. Já não durmo mais direito pois a data esta chegando e Elis não me pagam
    Sou casado tenho um filho de dois anos e seis mês moro de aluguel

Deixe uma resposta