Solução rápida e prática para o conserto de trincas causadas por pedras e outros detritos que atingem o veículo, o reparo do vidro do para-brisa, que é mundialmente utilizado, apresenta inúmeras vantagens em relação à troca do equipamento.“O reparo de para-brisas laminados é hoje praticado em todos os países onde o seguro de automóvel atingiu a maturidade, oferecendo a cobertura aos vidros”, afirma Fernando Carreira, presidente da Autoglass, empresa especializada em soluções para o vidro automotivo, lanternas, faróis e acessórios, que atua junto às principais companhias seguradoras do País.
O reparo do vidro automotivo obedece às normas estabelecidas pelo Contran e preserva todas as características de segurança do vidro e do veículo. “O serviço, que consiste na limpeza da área atingida, aplicação de resina para preenchimento da trinca e secagem do material, leva cerca de 30 minutos para ser concluído, evitando que o usuário tenha que abrir mão do veículo por muito tempo, além de preservar os itens originais de fábrica”, comenta Carreira.
Fernando Carreira cita ainda que ao optar pelo reparo, o segurado deixará de pagar a franquia da troca do para-brisa.
Ciente do impacto causado pelo grande volume de vidro descartado na natureza e dos resíduos eliminados para sua reciclagem, Fernando Carreira defende que o reparo do vidro automotivo é uma alternativa sustentável para o problema. “Se 100% dos vidros dos para-brisas não fossem reparados e sim trocados, 15 mil toneladas de vidro seriam descartadas no meio ambiente por ano, depositadas em aterros ou consumindo Co2 em razão de sua reciclagem”, pondera o executivo, lembrando que atualmente apenas 8% de todo o volume de vidro descartado é reciclado no País

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta