A Brasilprev arrecadou mais cerca de R$ 14 bilhões até outubro deste ano, sendo mais de R$ 1 bilhão em um mês – em setembro, a arrecadação foi por volta de R$ 12,4 bilhões. De acordo com o presidente da empresa, Ricardo Flores, o crescimento em relação ao ano anterior é de 45% – enquanto o mercado expandiu 29%.

O executivo destacou os resgates nas modalidades PGBL e VGBL, com média inferior aos números do mercado. Segundo ele, o índice de mercado é 10,8%, enquanto na BrasilPrev é de 8,8%. “Quanto menor o índice, melhor. Os números demonstram que a nossa estratégia é acertada e se reverteu na fidelização maior do que a média de mercado”, analisou Flores durante encontro com jornalistas nesta quinta-feira, 6 de dezembro. Ele destacou que a BrasilPrev tem quase 40% de market share  de captação líquida desde 2008.

A perspectiva é finalizar 2012 com R$ 66 bilhões em ativos sob gestão.

“Em 2013 lançaremos novos produtos com foco em Pessoa Físicae PessoaJurídica”, anunciou Flores. Segundo o superintendente de investimento, AltairCésar de Jesus, a empresa analisa “lançar estes produtos já com novas taxas de administração, mais baixas, e baixar as de produtos já existentes”

As novidades para 2013 ainda consistem em definir uma estratégia para cada região do País. O objetivo é atender às demandas geradas pela classe social emergente, que gerou um novo contexto e exige um novo comportamento.

Investimentos

Atualmente, a empresa investe cerca de R$ 20 bilhões. Para 2013, pretende investir mais R$ 10 bilhões, especialmente em empresas privadas, brasileiras e ligadas ao setor de infraestrutura, como energia, portos, ampliação de rodovias etc.

Jamille Niero

Revista Apólice

Deixe uma resposta