Inovação e crescimento serão os focos da AIG no Brasil. Esta foi a tônica da festa de lançamento da marca, que atuava no Brasil como Chartis, investindo principalmente em produtos corporativos e de grandes riscos. Muitos são os planos de atuação no Brasil, com a volta para os produtos de varejo. A empresa já iniciou a venda de seguro de automóveis em Minas Gerais e pretende investir em tecnologia para estar preparada para o comércio eletrônico.

Segundo informações do Jornal Valor Econômico, está sendo desenvolvida uma nova plataforma de vendas e operação, com investimento de US$ 10,5 milhões, com o objetivo de atingir R$ 1,3 bilhão de receitas nos próximos cinco anos.

Como Chartis, a empresa iniciou sua operação no Brasil em 2009, atuando com 20 colaboradores. “Hoje, já contamos com300”, comemorou Fábio Cabral, diretor de vendas da seguradora. Segundo ele, a empresa já retornou, com lucro, o empréstimo feito pelo governo americano na crise de 2008.

O novo CEO da AIG Brasil, o mexicano Jaime Calvo, disse que trabalhou durante oito meses para fortalecer e melhorar a estrutura da empresa, que deverá crescer 50% em 2012. “A volta da marca acontece em mais de 90 países em todo o mundo”, comunicou às cerca de 300 pessoas presentes ao evento que marcou o retorno da AIG ao País.

“Nestes 93 anos de história, a AIG sempre acreditou em mercados internacionais”, lembrou Peter Eastwood, presidente para as Américas da companhia. Ele disse que a empresa irá trabalhar intensamente para poder operar com diversos produtos. Um dos focos serão as pequenas e médias empresas. A AIG pretende estreitar seu relacionamento com corretores de seguros para atingir novos clientes e expandir sua capilaridade para todo o território brasileiro.

Kelly Lubiato / Revista Apólice

Deixe uma resposta