Mais de 200 mil casas em áreas com alto risco de inundação na Grã-Bretanha podem se tornar “não seguráveis” no próximo ano, publicou nesta segunda-feira, 26 de novembro, o jornal inglês Daily Mail.

De acordo com a publicação, meses de negociações entre ministros e seguradoras estão “à beira do colapso”, uma vez que partes da Grã-Bretanha sofreram sua pior enchente em 70 anos. A chuva torrencial castiga o Reino Unido, e pelo menos 800 casas na Inglaterra e no País de Gales foram inundadas nos últimos dias, e mais 10 mil ainda correm riscos.

A Agência Ambiental do governo emitiu 490 avisos de enchentes e alertas enquanto os rios continuam a subir e a chuva satura o solo. Para cobrir inundações como esta, as maiores seguradoras do Reino Unido estão cobrando o governo para que este forneça um cheque especial para cobrir níveis excepcionais de pedidos de indenização no próximo verão. Em troca, as seguradoras dizem que vão cobrar das casas em áreas de menor risco um extra de £ 10 por ano e colocarão todo o dinheiro em um fundo para emergências.

Qualquer dinheiro extra necessário seria fornecido pelo Governo, o que eles planejam pagar durante vários anos. Mas as negociações foram rompidas com o acordo atual para garantir que todos possam ter seguro residencial, que expira em junho de 2013.

Ainda segundo o Daily Mail, Nick Starling, diretor de seguros gerais da Associação das Seguradoras Britânicas disse que as negociações chegaram a um “ponto de crise”, acusando os ministros de rejeitarem a sua solução. “Nós parecemos ter chegado a um impasse. O Governo deixou claro que tem rejeitado a nossa solução e indicou que não irá fornecer qualquer linha de crédito temporária para o setor de seguros, o que torna muito difícil seguir em frente. As seguradoras sabem que os seus clientes estão cada vez mais preocupados com a cobertura de inundações e, por isso, iremos continuar as negociações com o Governo para tentar encontrar um caminho a seguir”, afirmou Starling.

A última grande inundação a atingir o Reino Unido ocorreu em 2007, quando as companhias de seguros tiveram que pagar £ 3 bilhões em indenizações. Este ano, as indenizações resultantes de inundações estão no nível de £500 milhões – média entre £20 mil e £40 mil. O acordo anterior diz que as seguradoras concordaram em apoiar 200 mil casas de alto risco, desde que o Governo prometesse construir defesas contra inundações. Mas com esse acordo próximo de expirar, parece haver um impasse e essas casas poderão não ter mais direto a indenizações.

Com informações do Daily Mail

 Jamille Niero /Revista Apólice

Deixe uma resposta