A Chubb do Brasil abre em Porto Alegre (RS) sua primeira operação especializada em seguro garantia. A nova unidade será apresentada em 13 de novembro durante evento voltado aos profissionais do setor, no Hotel Sheraton, em Porto Alegre. Na ocasião, Acacio Queiroz, Presidente & CEO da Chubb do Brasil, ministra palestra desenvolvida especialmente para este encontro sobre infraestrutura no Brasil, destacando a região gaúcha. Com esta nova unidade, a intenção da companhia é estar mais próxima de seus clientes em 2013 e expandir geograficamente a operação de seguro garantia.

“Segundo as estimativas de investimentos em infraestrutura no estado, contabilizam um orçamento total de aproximadamente R$ 20 bilhões, dentre os quais 25% já foram investidos e 75% serão empregados nos próximos anos. Os recursos serão aplicados em obras voltadas ao desenvolvimento regional, incluindo estradas, irrigação, ligações entre municípios, duplicação de vias, portos, entre outros”, conta Acacio Queiroz, Presidente & CEO da seguradora.

O executivo enfatiza que, segundo dados da Secretaria de Infraestrutura e logística do RS, entre as obras com maior possibilidade de execução em breve estão os aeroportos da Região Metropolitana e de Caxias do Sul; o túnel entre o Porto de Rio Grande e a BR-101; a planta de liquefação de gás em Rio Grande, associada à uma planta térmica de geração de energia elétrica; a opção de expansão da área portuária na Ilha do Terrapleno, bem como a expansão com estaleiros na área de São José do Norte e o projeto da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e Telecom. As obras para receber a Copa do Mundo também se incluem neste cenário promissor para o seguro garantia. Só no setor de energia, os investimentos em melhorias na infraestrutura energética previstos pelo Governo do Rio Grande do Sul são da ordem de R$ 235 milhões.

Para o superintendente de seguro garantia da Chubb, Eduardo Viegas, “hoje, 80% das apólices de seguro garantia são para contratos públicos. A previsão de investimentos no Rio Grande do Sul coloca o estado em um patamar bastante interessante para receber a atenção da Chubb”.

 

G.F.

Revista Apólice

Deixe uma resposta