Evento da Aconseg-RJ reúne 120 convidados entre seguradores, corretores e entidades do setor. O presidente da Aconseg-RJ abriu a cerimônia enaltecendo o homenageado: “desde o início das atividades das assessorias de seguros, há 14 anos atrás, quando elas ainda eram chamadas de plataformas, o Henrique Brandão sempre nos deu apoio e entendeu que as nossas associadas seriam o grande elo entre as seguradoras e os pequenos e médios corretores. Ele sempre nos defendeu e sabia que as experiência que tínhamos das seguradoras seria extremamente importante na configuração deste novo modelo de atuação, que nasceu primeiramente no Rio de Janeiro. Hoje, temos assessorias fora do Rio de Janeiro. Somos o braço das seguradoras e desenvolvemos o nosso trabalho sem custo adicional para as companhias”.

O presidente da Aconseg-RJ afirmou ainda que o Seguro “é uma das pernas do tripé de sustentação socioeconômico, além da Indústria e do Comércio”. Ao comemorar com os convidados a premiação que recebeu do CVG-RJ como a entidade que mais se destacou no incentivo na comercialização de seguros de pessoas, o presidente afirmou que “a distinção é uma prova de que estamos no caminho certo e que o nosso modelo está sendo reconhecido e aprovado por todas as entidades do mercado”.

O presidente do Sincor-RJ, Henrique Brandão, agradeceu a homenagem dizendo que a “Aconseg-RJ está sendo generosa mas mesmo atuando há 47 anos no mercado de seguros ainda se surpreende e se sente honrado com a homenagem”.

“Desde do meu primeiro encontro com Gerson Rolim  e Antônio Senra, fundadores da Aconseg-RJ, quando eles me apresentaram o modelo que idealizaram, eu disse: Vão em frente, vocês estão constituindo uma atividade mercantil. Não podem se envolver com política nem ser corretor de seguros. Vocês vão servir às seguradoras e aos corretores, nasciam assim as assessorias e eu sempre as apoiei”.

Em seu discurso de apoio às assessorias e à Aconseg-Rj, Henrique Brandão lembrou também que na época de fundação das empresas, o pequeno e médio corretor estavam abandonados, perdidos. “O apoio das assessorias à categoria foi fundamental e este caminho é irreversível. Vocês têm uma mina de ouro nas mãos, pode estar faltando um pouco de visão estratégica. Agora as assessorias vão começar a ser um modelo estável, que vai gerar o conforto que vocês nunca tiveram”.

Do ponto de vista fiscal, o presidente lembrou que o corretor Pessoa Física que hoje paga impostos da ordem de 18 a 19% será favorecido pelo sistema Simples, que poderá reduzir para 11% a taxação da categoria. Outra regulamentação fiscal que poderá favorecer o corretor de seguros é a possibilidade de se constituir em empreendedor individual, integralizando a média de 100 salários mínimos, o que cria uma condição extremamente favorável para a sua atuação.

Para as seguradoras Henrique Brandão também mandou o seu recado: “As assessorias devem ser vista como uma despesa administrativa e não como corretagem. Hoje, 80% dos corretores estão dentro das assessorias e em breve, este segmento ganhará uma grande visibilidade em todos os demais segmentos do mercado. Vocês são empresários e agregam valor aos negócios de seguros”.

Para finalizar, o presidente repetiu que “o Brasil é outro País e que nos próximos 10/20 anos teremos uma sociedade muito diferente. A inflação vai cair a uns 7% e o Brasil vai crescer de 11 a 14%, previu, convocado os presentes a participarem da 4ª. Edição do Econseg, no dia 19 de outubro, onde este e outros temas de total interesse dos corretores de seguros serão analisados por especialistas de reconhecimento internacional.

 

Novas associadas e candidatura

O evento reuniu várias personalidades do mercado de seguros, entre as quais: Patrick Larragoiti, presidente do Conselho da SulAméria Seguros; Marco Antônio Gonçalves, Diretor da Bradesco AUTO-RE; Carlos Alexandre Baldaque Guimarães, diretor regional da SulAmérica; Francisco Rosado, diretor regional da Bradesco Auto/RE; Sergio Carvalhaes de Brito (Diretor Tokio Marine); Danilo de Souza Sobreira, presidente do CVG-RJ e assessor da FenSeg; Nelson Gonçalves, um dos mais antigos corretores de seguros do Estado do Rio de Janeiro.

O consultor do Sincor-RJ, Affonso D’Anzicourt, candidato a vereador, apresentou a sua candidatura aos presentes e fez os seus agradecimentos a Henrique Brandão pela confiança depositada durante tantos anos de atuação no Sindicato dos Corretores do Rio de Janeiro.

Foram apresentadas também as novas associadas da Aconseg-RJ: Link Assessoria, dirigida por Fausto Toneloto e Top News,  dirigida por Cezar Paulo e Paulo Prometa. Eles receberam o diploma de filiação no evento.

Legenda da foto: Marcello Holanda, 1º secretário da Aconseg, Manoel Dias, tesoureiro da Aconseg-RJ, Henrique Brandão, presidente do Sincor-RJ, Olívio Américo, presidente da Aconseg-RJ, Patrick Larragoiti, presidente do Conselho da SulAmérica, Marco Antônio Gonçalves, diretor gerente da Bradesco AUTO/RE,  Danilo Sobreira, presidente do CVG-RJ e Sérgio Brito, superintendente comercial varejo RJ/ES da Tokio Marine.

 

G.F.

Revista Apólice

Deixe uma resposta