A CNseg promove hoje (5) o seminário “Princípios para Sustentabilidade em Seguros (PSI) – da teoria para a prática”, no Hotel Sofitel, em Copacabana. Especialistas e representantes do mercado irão debater importantes assuntos sobre o tema. Na ocasião, também será apresentado o resultado da Pesquisa CNseg sobre o alinhamento das práticas atuais das seguradoras aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros (PSI).

O presidente da Sulamérica, Thomaz Cabral de Menezes, será um dos participantes do painel “Apresentação de Casos Práticos”, no qual vai falar sobre a criação e a evolução do Comitê de Sustentabilidade da SulAmérica, e ainda, como são incorporados, no cotidiano da companhia, os temas sociais, ambientais e de governança.

“O uso da tinta a base d’água em oficinas referenciadas e a certificação digital, são ações desenvolvidas pela SulAmérica, que foi pioneira no setor de seguros ao trazer questões socioambientais para o dia a dia da prestação de serviços. Além disso, somos a primeira e única seguradora nos três últimos anos a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa, além de firmar compromisso com o Pacto Global da ONU e ser signatária dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI na sigla em inglês) e dos Princípios para Sustentabilidade em Seguros (PSI na sigla em inglês)”, afirma o executivo.

A Mongeral Aegon também participará do evento. A empresa acaba de anunciar que irá solicitar autorização da Susep para atuar no mercado de microsseguro com o Minha Família, seguro popular lançado no início de 2012 como projeto piloto e que já contém as principais características para atender o público-alvo desse mercado.

A novidade será reiterada durante painel promovido sobre os casos práticos de sustentabilidade no mercado segurador. Helder Molina, presidente da seguradora, falará também sobre o Previdência Sustentável, primeira linha de PGBL e VGBL brasileira com investimentos regidos por requisitos da sustentabilidade. Este ano, a empresa também consolidou seu Programa de Sustentabilidade com diretrizes para o negócio.

A seguradora é signatária da Declaração de Capital Natural (NCD), do Pacto Global, dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI), do Carbon Disclousure Project (CDP) e dos Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI). “A solidificação de nossos valores – transparência, excelência, valorização profissional, inovação e responsabilidade social – evidencia que a Sustentabilidade vem sendo trabalhada de forma incorporada à nossa estratégia, e que terá cada vez melhores resultados a partir da adoção da metodologia Global Report Iniciative (GRI) e do nosso primeiro processo de relato”, explica Helder Molina.

 

G.F.

Revista Apólice

 

G.F.

Revista Apólice

Deixe uma resposta