A resseguradora Swiss Re avaliou os danos provocados pelo terremoto no Chile entre quatro e sete bilhões de dólares, em uma estimativa provisória.
– No Chile, é habitual para os proprietários de bens hipotecados, de bens comerciais e industriais fazer um seguro contra os terremotos – afirma um comunicado da seguradora, que calcula os próprios custos em 500 milhões de dólares.
– O terremoto trará consigo importantes demandas de compensação, pelos danos sofridos pelos edifícios e a interrupção da atividade, que permitirão uma rápida recuperação econômica – destaca a Swiss Re.
O terremoto e o tsunami de 27 de fevereiro no centro-sul do Chile deixaram 497 mortos formalmente identificados e centenas de desaparecidos.

JB Online

Deixe uma resposta