A recuperação geral dos mercados de investimento globais e a ausência de grandes catástrofes que contavam com seguros fizeram de 2009 um ano muito lucrativo para a indústria de resseguros. Segundo relatório divulgado pela corretora de resseguros Cooper Gay, a expectativa para 2010 já não é tão promissora quanto o resultado do ano passado.
De acordo com o estudo, enquanto as seguradoras enfrentaram sérios desafios em manter o faturamento dentro de um cenário de economia em recessão, o setor de resseguros se beneficiou por 2009 ser um ano de baixo volume de pedidos de indenizações causadas por catástrofes naturais. Além disso, as emissões de cat bonds tiveram uma significativa melhora no ano passado, com 19 emissões que totalizaram US$ 3,5 bilhões.
Seymour Matthews, presidente do resseguro da Cooper Gay, disse que 2010 já foi abalado pela terrível perda de vidas no Haiti, embora o impacto financeiro não deverá afetar os preços. No entanto, é provável um aumento na atividade do furacão em 2010, acima da média de anos anteriores.

Viver Seguro

Deixe uma resposta