O Day Hospital ou Hospital Dia, do Grupo Ana Rosa, completou recentemente dois anos de existência. Conforme explica o diretor clínico e cirurgião plástico, Dr. Willian Saliba Júnior, “o hospital foi projetado para atender pacientes que necessitam fazer as chamadas cirurgias eletivas, de uma complexidade não tão elevada, ou seja, pessoas que tem problemas cirúrgicos que podem ser resolvidos em um curto prazo de internação.”
No Day Hospital, é possível instalar uma UTI movél, contrato com ambulâncias e banco de sangue para possíveis eventualidades e também conta com uma comissão formada por médicos e enfermeiras que trabalham no controle e combate à infecção hospitalar.
Além disso, o hospital possui dez apartamentos, lanchonete, estacionamento com manobrista, central de esterilização com duas autoclaves que por auto lavagem fazem a higienização dos materiais cirúrgicos, serviços de SADT com, endoscopia, coloscopia, biópsias de mama, próstata e tireóide com anestesia, ultrassonografia 3D (terceira dimensão), laboratório, prontuário médico eletrônico, entre outros. Ainda no hospital, encontra-se o sofisticado modelo de ar condicionado que utiliza o refrigerante R407C, um produto inofensivo a camada de ozônio, que por fluxo laminar mantém a circulação e troca ar continua.
Segundo Júnios, o sistema é importante, pois, atua como componente no combate a proliferação de bactérias e infecções. As dependências do hospital do Grupo Ana Rosa ainda contam com sistema de TV e Internet e toda uma estrutura que a remete a estadia em um hotel. Além disso, nos centros cirúrgicos existem camas elétricas que possiblitam ao médico colocar o paciente na melhor posição após a cirurgia, ajudando na sua recuperação.
Ao todo são realizados por volta de 120 cirurgias mês, de diversas especialidades. Nos seus dois anos de existência não foi diagnosticado nenhum caso de infecção hospitalar.

Deixe uma resposta