quinta-feira, abril 18, 2019

A vida em primeiro lugar

Brasileiro despertou sobre a importância de ser previdente; arrecadação do segmento de Vida de janeiro a dezembro de 2018 foi R$ 5 bilhões superior ao de Automóvel

População idosa deve ter acesso a seguro de vida?

Entre 2005 e 2015, proporção de pessoas com mais de 60 anos de idade no Brasil cresceu em velocidade superior à da média mundial, saindo de 9,8% para 14,3%

Seguro de vida: STJ diz que seguradoras devem provar má-fé para recusar benefício

Órgão definiu que “a recusa de cobertura securitária, sob a alegação de doença preexistente, é ilícita se não houve a exigência de exames médicos prévios à contratação ou a demonstração de má-fé do segurado"

Aumento da propensão a riscos em investimentos é tendência no cenário de juros baixos

Brasileiro terá que sair da zona de conforto e tomar mais riscos para obter retornos incrementais

Qual deve ser a real missão do corretor de seguros?

Um profissional moderno e atualizado, que tem por missão não apenas vender ou oferecer um produto de seguro, mas disponibilizar a mais completa assessoria de proteção ao seu cliente

A comunicação na era digital

Estar preparado para a comunicação dinâmica é fundamental. Com a diversidade cada vez mais presente, pluralidade das vozes só tende a enriquecer as relações, profissionais ou não

Geração de valor é desafio global para a gestão da saúde

Humanização, qualificação profissional e uso de tecnologia são caminhos para avanços no setor, inclusive para administradoras de benefícios

Mais do que inserir no meio digital, tecnologia precisa ser solução de negócio

O segredo de uma relação cliente-fornecedor bem-sucedida vai além de disponibilizar os melhores programadores disponíveis no mercado

LGPD: encontre as respostas para as perguntas certas

Como melhorar a organização para tirar proveito da governança e da aderência às práticas internacionais de proteção e segurança de dados?

O Brasil do descaso e das tragédias anunciadas

Não bastassem as mortes com a violência ou a precariedade na saúde pública, Brasil também vê vidas ceifadas pela imprudência e pela falta de cuidado com infraestrutura