inteligência artificial

“A melhor maneira de prever o futuro é inventá-lo”. A frase proferida pelo programador Alan Kay, considerado um dos pais da informática, traduz o que a Tokio Marine se propõe a trazerpara o mercado. Primeiro, com um holograma de seu presidente, José Adalberto Ferrara, no Seminário Internacional da Associação Brasileira de Gerência de Riscos. Agora, a seguradora anuncia a implantação da Marina, Inteligência Artificial que realizará atendimentos no Departamento de Recursos Humanos.

Desenvolvida através de um software baseado no supercomputador Watson, Marina é capaz de aprender, identificar expressões diversas e interpretar contextos, sendo inicialmente responsável por realizar cerca de 2.000 atendimentos mensais referentes a assuntos do dia a dia dos mais de 1.700 colaboradores da companhia, como férias, benefícios, avaliação de desempenho, entre outros. Sua mecânica é mais simples do que parece: a captação de conhecimento pela Inteligência Artificial se dá mediante abastecimento com conteúdo fornecido pela equipe de Recursos Humanos, de forma que antes do lançamento foi feito um trabalho extenso no sentido de alimentar Marina com todas as possíveis perguntas que poderiam ser feitas pelos colaboradores, e quais as possíveis respostas para cada pergunta.

Impressões

“Estamos muito satisfeitos com a implantação dessa nova tecnologia, na medida em que, a partir do momento em que a Marina passa a ser responsável por realizar esses atendimentos mais corriqueiros, a equipe de Recursos Humanos pode dedicar o tempo economizado em atividades mais estratégicas para a Tokio Marine, como o desenvolvimento de novos projetos e o aprimoramento de processos que já existem. Dessa forma, a Inteligência Artificial acaba sendo mais uma ferramenta que nos permite valorizar nosso Capital Humano” explica a gerente de Recursos Humanos da Tokio Marine, Juliana Zan.

Em sua fase inicial, a Marina estará disponível para atendimentos via chat, dentro do Portal de Recursos Humanos da Companhia. Numa segunda etapa, a previsão é que ela passe a atender também dúvidas de Corretores e Clientes, através de canais como telefone, vídeo e chats de redes sociais como Facebook e Twitter.

“A beleza do sistema está exatamente no fato da capacidade de aprendizado dessa ferramenta ser diretamente proporcional à quantidade de informações fornecidas por nossas equipes. a Marina será muito bem vinda ao nosso time!” analisa Juliana.

A.C.
Revista Apólice