SindSeg e Doutores Palhaços levam alegria para crianças

Sindseg MG
Para celebrar o mês das crianças, o Sindicato das Empresas de Seguros Privados, de Resseguros e Capitalização dos Estados de Minas Gerais, de Goiás, do Mato Grosso e do Distrito Federal (SindSeg MG/GO/MT/DF) promoveu uma ação no Hospital João XXIII. Em parceria com o grupo Doutores Palhaços de Belo Horizonte o sindicato levou alegria e diversão para as crianças internadas no hospital de Belo Horizonte que é referência no atendimento à vítimas de acidentes. Além de apoiar a visita, o sindicato também fez a doação de materiais como nebulizadores, colchões pneumáticos e aspiradores de secreção.
A atividade aconteceu com oito palhaços presentes promovendo brincadeiras e distribuindo guloseimas para a criançada. Para Fernanda de Assis Andery, psicóloga da ala de pediatria do João XXIII, esse tipo de iniciativa é interessante por proporcionar um momento lúdico ao público infantil. “É muito importante esse contato com a alegria. Quando as crianças vêm para o hospital, há uma quebra na rotina que elas tinham. Esse tipo de trabalho ajuda muito na recuperação por trazer a normalidade da infância para o hospital. O bom humor e a tranquilidade que vem com essas atividades ajudam na recuperação física deles”, ressalta.
Segundo Juliane Belico de Faria, coordenadora do Doutores Palhaços de BH, parcerias com instituições como o SindSeg são enriquecedoras tanto para as crianças quanto para os voluntários que participam da ação. “Nós não podemos mudar os quadros clínicos que encontramos, mas podemos transformar o ambiente em que estamos. Apesar de ser um ambiente dolorido, com carinho e amor podemos fazer muita diferença”, conta a palhaça e funcionária pública.
Para Augusto Frederico Costa Rosa de Matos, presidente do SindSeg MG/GO/MT/DF, apoiar essas iniciativas é gratificante para o sindicato. “Muitos desses acidentes são causados no trânsito e nós, como sindicato das seguradoras, temos o dever de trabalhar a educação e reforçar a importância da prevenção para a sociedade em geral. Levar essa iniciativa para as crianças é uma forma de mobilizar as famílias e chamar a atenção da comunidade para essas vítimas. Motoristas e pedestres não devem nunca se esquecer de que gentileza gera gentileza e a prevenção será sempre o melhor remédio”, completa.
A.C.
Revista Apólice

One Comment - Escreva um comentário

Adicionar novo comentário

 

NEWSLETTER