Brasil: principal alvo de ataques cibernéticos na América Latina

ataques cibernéticos

O Brasil foi considerado o principal alvo de ataques cibernéticos do tipo DoS na América Latina em 2016. Esses são os ataques nos quais o invasor torna os recursos de um sistema indisponíveis para a vítima. O País sofreu 21 ataques por mês ao longo do ano.

Os ataques cibernéticos cresceram 44% durante o ano, comparado com o ano anterior, de acordo com um estudo da Arbor Networks. Os ciber-criminosos também fizeram vítimas na Argentina, Chile, Equador e Colombia, afirma o relatório.

Sobre os ataques cibernéticos

A quantidade de dispositivos infectados pelo vírus também cresceu em volume; atingindo companhias que fornecem serviços de Internet das Coisas. As maiores vítimas desses ataques foram bancos de dados, provedores de serviços de TI, organizações governamentais e companhias privadas do setor de educação.

Ainda de acordo com a Arbor Networks, 71% das companhias pesquisadas reportaram aumento nos gatos com despesas operacionais após os ataques; 42% relataram perdas de lucro; 33% afirmaram ter perdido consumidores.

Muitas vítimas perderam, em média, US$ 1 milhão, de acordo com a análise. A companhia responsável pela pesquisa se baseou nas respostas de 356 companhias na área de tecnologia da informação, incluindo provedores, companhias de hospedagem online, operadores de redes e móbile entre outros.

Há tempos o Brazil é vítima de crimes cibernéticos. Muitos sites governamentais ficaram offline no último ano, quando os Jogos Olímpicos aconteciam. Em 2005, os criminosos até mesmo causaram blackouts em diversas partes do País, tomando controle de redes de energia elétrica.

com informações de: Nearshore Americas

A.C.
Revista Apólice

One Comment - Escreva um comentário

Adicionar novo comentário

 

NEWSLETTER