10/08/2022

Seguro cobre banho, tosa, táxi dog e hotel para pets

pets

A Sompo Seguros lançou um seguro criado para atender às clínicas veterinárias, pet shops, hotéis de animais ou empresas que exerçam mais de uma dessas atividades.

O Seguro Empresarial Segmentado Pet Shop e Clínicas Veterinárias foi desenvolvido com base em estudos desse mercado e conta com vantagens exclusivas e coberturas específicas relacionadas às ocorrências presentes no dia a dia do setor.

O produto oferece coberturas adicionais, que vão desde as tradicionais como roubo/furto, danos elétricos e vendaval, até as exclusivas, como as coberturas de responsabilidade civil, que abrangem vários dos serviços prestados na área: banho e tosa (caso ocorra algo com o pet enquanto estiver passando pela higienização), dog walker (caso ocorra algo durante os passeios), táxi dog (para danos ocorridos aos pets durante o transporte de ida-volta do pet shop ou da clínica veterinária) e hotel pet (para pets hospedados).

Outra cobertura adicional é a de deterioração de vacinas e medicamentos em ambientes frigorificados, para o caso de ocorrências (como falta prolongada de energia elétrica, por exemplo) que inviabilizem o uso do produto.

O segurado também tem a opção de contratar a cobertura para equipamentos portáteis de uso profissional, que garante equipamentos, mesmo fora do estabelecimento, quando transportados ou utilizados no exercício da atividade profissional em domicílio (secadores, tosadores, sopradores, equipamentos veterinários, notebooks e tablets).

Além de incêndio, queda de raio e explosão, o produto garante ainda, em suas coberturas básicas, que o estabelecimento esteja segurado contra derramamento acidental de sprinklers (chuveiros automáticos) e recomposição de documentos, sem custo adicional.

“A prestação de serviços no mercado pet é extremamente sensível. Além da questão emocional que envolve a relação entre o dono e seu pet, há a responsabilidade do prestador de serviço com o bem-estar do animal que lhe foi confiado, sem contar as demais preocupações relacionadas à gestão e funcionamento do negócio”, lembra João Carlos França de Mendonça,diretor de sseguros patrimoniais da companhia.

Ele explica que o produto foi desenvolvido a fim de contribuir para que os empreendedores do setor possam ter a tranquilidade de administrar seu negócio, sem se preocuparem com o restabelecimento das atividades no caso de eventualidades.

Experiência

Não é a primeira vez que a seguradora investe no segmento pet. Em uma parceria com a Pet Assist, a companhia disponibiliza um serviço de assistência que propicia um novo lar aos animais de estimação no caso de falecimento do dono.

Quem contrata o serviço terá a garantia do seguro de vida Sompo Seguros para que seu cão ou gato seja acolhido e receba os cuidados necessários em caso de uma eventualidade. O objetivo é possibilitar que a qualidade de vida do animal de estimação seja mantida, mesmo na falta do dono.

O debate sobre a guarda responsável de animais está cada vez mais em voga. Tanto é que o tema do amparo ao bichinho de estimação no caso da morte do dono foi recentemente abordado em produções cinematográficas, como na animação Pets – A Vida Secreta dos Bichos e no filme Truman.

Mercado promissor

Estima-se que o Brasil tenha um número superior à 108 mil clínicas veterinárias e pet shops em funcionamento atualmente.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), os serviços de pet serv, que incluem atividades como atendimento médico-veterinário, banho e tosa e outras atividades; devem alcançar um faturamento de R$ 3,3 bilhões em 2016, o que representa 16,3% do faturamento estimado para este ano para todo o mercado pet.

As projeções da Abinpet dão conta que o setor deve movimentar R$ 19,2 bilhões em 2016, um faturamento 6,6% superior ao registrado no ano passado, quando atingiu R$ 18 bilhões. Além da área de pet serv, contribuem com esse volume os segmentos de pet food (67,5% desse faturamento), pet care (equipamentos, acessórios, produtos de higiene e beleza animal, 8,1%) e pet vet (medicamentos veterinários, 8,1%). Isso coloca o País em terceiro lugar no ranking do mercado mundial do setor, respondendo a 5,3% do faturamento global, atrás dos Estados Unidos, país responsável por 42% de todo o mercado mundial, e Reino Unido, segundo colocado com 6,7%. Em todo o mundo, em 2016, o setor deve faturar US$ 103,7 bilhões, alta de 1,5% sobre o ano anterior.

Outro dado é que o Brasil já ultrapassa a barreira dos 132,4 milhões de pets, entre cães, gatos, aves, peixes e outros animais. Desses, mais de 52 milhões são cães, e outros 22,1 milhões são gatos. Aves totalizam 37,9 milhões. Peixes e outros contabilizam mais de 20 milhões de animais.

L.S.
Revista Apólice