odontologicos

Mesmo no cenário da crise econômica, o número de brasileiros com planos odontológicos tem crescido. Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), o segmento de planos odontológicos cresceu 2,4% em agosto de 2016, comparado com o mesmo período do ano passado, ultrapassando o número de 22,2 milhões de beneficiários.

Na Caixa Seguradora Odonto, a procura também cresceu. Somente nas contratações de pessoas físicas, o número de beneficiários aumentou 8% no 1º semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Júlio Cesar Felipe, CEO da companhia, afirma que um dos fatores que contribuem para o crescimento do mercado de planos odontológicos durante a crise é o fato do produto ter um valor acessível.

“As pessoas estão cada vez mais buscando diretamente este benefício. Porém, mesmo crescendo nos últimos anos, esse mercado ainda tem enorme potencial para ser explorado”, afirma Felipe.

Há espaço para crescimento

Apesar de o Brasil ser o país com o maior número de dentistas no mundo, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013, divulgada pelo IBGE em 2015, 55,6% dos brasileiros não se consultam anualmente no dentista.

“Ainda temos muito espaço para crescer. Além disso, também temos o papel de disseminar ainda mais informações sobre o tema e de conscientizar a população sobre a importância de ir ao dentista frequentemente. Muitas pessoas não sabem, mas infecções bucais facilitam a proliferação de bactérias e fungos, que podem atingir a corrente sanguínea, e causar problemas sérios à saúde. A saúde bucal vai além da estética”, completa o executivo.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta