gráfico_lucro

O IRB Brasil Re acaba de divulgar o maior lucro líquido recorrente da sua história. Em meio a um cenário macroeconômico desafiador no ano de 2015, o lucro líquido recorrente da companhia foi de R$ 764 milhões, 97% maior se comparado ao ano anterior, de R$ 388 milhões. O retorno sobre o patrimônio líquido, em bases recorrentes, foi de 29%, praticamente o dobro, quando comparado ao índice de 2014 que foi de 15%.

O volume total de prêmios emitidos pela resseguradora no ano de 2015 totalizou R$ 4,3 bilhões, um aumento de 35% em relação a 2014.  Desse montante, R$ 3,3 bilhões foram prêmios emitidos no Brasil e R$ 1,0 bilhão no exterior, que ampliou sua participação de 11% dos prêmios emitidos para 24% em 2015.  Os prêmios emitidos no Brasil avançaram 15%, com as contribuições positivas dos ramos de Property, Rural e Vida.

No exterior, o crescimento foi de 203% no volume de prêmios emitidos, explicado pela estratégia da companhia de ampliar sua presença na América Latina e fortalecer sua presença no mercado global, bem como pela variação positiva da moeda estrangeira em relação ao Real.

O ano de 2015 foi encerrado com um crescimento nos prêmios retidos de 38%, se comparado a 2014, totalizando R$ 3,0 bilhões. Consequentemente, os prêmios ganhos seguiram a tendência de crescimento e avançaram 27% sobre 2014, totalizando R$ 3,0 bilhões em 2015.

O resultado de subscrição totalizou a marca de R$ 511 milhões, uma expansão de 21% em relação a 2014. Esse resultado positivo foi decorrente do crescimento no volume de prêmios ganhos, com ampliação das contribuições dos negócios das linhas de Property, Rural e Vida.

O resultado financeiro recorrente foi de R$ 880 milhões, um avanço de 67% sobre 2014, ou cerca de R$ 350 milhões em valores nominais. A carteira de investimentos totalizou no final de 2015 aproximadamente R$ 6,2 bilhões, com um retorno nominal de 16% no ano, ante um CDI de 13% no mesmo período, o que gerou um desempenho equivalente a 120% do CDI.

Essa combinação, do crescimento dos resultados operacional e financeiro, aliados a uma gestão administrativa focada na geração de valor, reforçaram a posição do IRB de líder do mercado de resseguros no Brasil. O lucro líquido alcançado pela companhia representou cerca de 80% do lucro total das resseguradoras locais, no período de janeiro a novembro de ano passado, segundo a Susep.

Em meio a esse balanço positivo, ainda foi possível promover uma redução nominal de 3% nas despesas administrava do ressegurador, inferior à inflação registrada no ano de 10%, resultado da reestruturação implementada ao longo do ano e pela busca de maior eficiência e geração de valor para os acionistas.

O IRB Brasil RE encerrou o ano de 2015 com uma participação relevante de 34% no mercado total de resseguros no Brasil, mesmo em meio ao aumento da concorrência e diante de um cenário adverso. Para isso, foram determinantes a ampliação da participação do IRB em contratos de grandes clientes e a disciplina na subscrição de riscos por parte da equipe técnica.

Ontem (18) foi comunicado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que o IRB Brasil Re não daria continuidade ao seu processo de abertura de capital, em função das condições adversas do mercado.

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta