carga 1

Diante de números alarmantes em roubos e furtos de cargas, o final do ano é uma época em que os cuidados devem ser redobrados em razão do abastecimento do comércio para as festas de Natal e Reveillon.

Apesar dos esforços, a cada dia são registrados aumentos frequentes da criminalidade, principalmente neste período. As indústrias descarregam no mercado um grande volume de mercadorias, que induzem as transportadoras a adotarem medidas para atenderem esta demanda.

As seguradoras, por sua vez, somam indenizações que muitas vezes podem comprometer o resultado de um ano inteiro da sua carteira de seguros de transportes. De acordo com Cyro Buonavoglia, presidente da Buonny, “de maneira geral, as estatísticas mostram um quadro pessimista sem melhorias a curto prazo, porém as empresas que têm inserido programas de gerenciamento de riscos em suas operações desafiam os números conquistando melhores resultados”.

“Ações básicas de gerenciamento de riscos como pesquisa e adequação do perfil do motorista contratado, serviços de inteligência e tecnologias embarcadas que direcionam os órgãos de segurança pública ao local exato do delito, otimiza a estrutura policial disponível e contribui para a prisão de meliantes e recuperação das cargas”, explica Buonavoglia.

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta